“A união de forças, mais do que nunca, precisa prevalecer”, diz Itacir

Itacir Vezzaro fala porque declinou da pré-candidatura a prefeito de Guarapuava. "Entre o direito e o dever, fiquei com o dever"

“A união de forças, mais do que nunca, precisa prevalecer”, diz Itacir (Foto: Junior Guimarães/RSN)

O desenvolvimento de Guarapuava acima de qualquer projeto pessoal. É assim que o atual vice-prefeito Itacir Vezzaro (Podemos) justifica a retirada da pré-candidatura a prefeito. Disputando com o ex-secretário municipal de Saúde, Celso Goes (Cidadania), Itacir sai de cena na disputa eleitoral. Porém, surge como apoio à pré-candidatura de Celso Goes, no núcleo político liderado por Cesar Filho.

“Eu fiz a minha parte colocando o meu nome como pré-candidato. Porém, em todos os momentos sempre pensei na cidade. No desenvolvimento de Guarapuava. E chegou um momento em que houve a necessidade de alguém abrir mão. Assim, eu acabei declinando do meu propósito”.

Todavia, foi fácil essa tomada de decisão? “Foi muito difícil porque me preparei para ser o prefeito. Estou no governo há quase oito anos e tenho uma proposta para o município. A minha formação profissional, a minha vida pública me prepararam para isso”.

Entretanto, Itacir disse que a união de forças, mais do que nunca, precisa prevalecer. “Sou parceiro e quero ver Guarapuava ser destaque nacional”. Assim, para ele, várias pessoas entenderam essa doação. “Estou recebendo essa retribuição pelas redes sociais, em telefonemas. As pessoas entenderam esse meu gesto. E entre o direito e o dever, digo mais uma vez, que fico com o dever”.

Dessa forma, o vice-prefeito encerra o mandato ao lado do prefeito Cesar Filho. “Assim, depois disso, posso continuar contribuindo no campo político. Ou então vou seguir na iniciativa privada”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

TRÁFICO DE DROGAS

PM prende jovem por tráfico de drogas e porte de armas em Guarapuava

VITÓRIA

Após 67 dias de internamento, paciente ganha alta no HR de Guarapuava

AGREDIDO INJUSTAMENTE

Homem é agredido e acusado de furto de lojas de roupa em Guarapuava

Comentários