Aldo diz que missão será construir uma política para Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Cargo na superintendência, segundo Bona, não foi resultado de articulação política

O novo chefe da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, professor Aldo Nelson Bona, afirmou nesta quinta feira (10) que o cargo na superintendência, órgão vinculado ao gabinete do Governo Estadual, não foi resultado de uma articulação política, mas de um convite de do governador Carlos Massa Ratinho Júnior.

(Foto: Ascom/Divulgação)

“Foi um convite que me surpreendeu, já que nunca houve de minha parte algum tipo de articulação com o governador ou pretensão política”, afirmou Aldo. Segundo ele, havia sim, um desejo por parte de lideranças políticas de Guarapuava, que o município tivesse um representante no atual governo. De acordo com Aldo Bona, a escolha foi técnica para uma função técnica.

Construir uma política estadual para o Ensino Superior e para a Ciência e Tecnologia. Como reitor da Unicentro, eu lutava pelas demandas da universidade. Agora a missão será trabalhar por todas as instituições.

Leia também: Osmar só deverá assumir reitoria da Unicentro oficialmente em abril

Questionado sobre a Lei da Autonomia das universidades, Aldo afirmou que em conversa prévia, o governador Carlos Massa Ratinho Júnior deu aval para que o tema seja discutido com liberdade, mas com critérios. “É um caminho a ser construído”, finalizou Aldo Bona.

Relacionadas

PROGRAME-SE

'Trenzinho da Luz' oferece passeio gratuito pela 'Cidade dos Lagos'

MORADIA

Famílias recebem casa própria em Santa Maria do Oeste

CANDÓI

Manifestação pede que lei contra maus tratos de animais seja cumprida

Comentários