Aldo diz que missão será construir uma política para Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Cargo na superintendência, segundo Bona, não foi resultado de articulação política

O novo chefe da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, professor Aldo Nelson Bona, afirmou nesta quinta feira (10) que o cargo na superintendência, órgão vinculado ao gabinete do Governo Estadual, não foi resultado de uma articulação política, mas de um convite de do governador Carlos Massa Ratinho Júnior.

(Foto: Ascom/Divulgação)

“Foi um convite que me surpreendeu, já que nunca houve de minha parte algum tipo de articulação com o governador ou pretensão política”, afirmou Aldo. Segundo ele, havia sim, um desejo por parte de lideranças políticas de Guarapuava, que o município tivesse um representante no atual governo. De acordo com Aldo Bona, a escolha foi técnica para uma função técnica.

Construir uma política estadual para o Ensino Superior e para a Ciência e Tecnologia. Como reitor da Unicentro, eu lutava pelas demandas da universidade. Agora a missão será trabalhar por todas as instituições.

Leia também: Osmar só deverá assumir reitoria da Unicentro oficialmente em abril

Questionado sobre a Lei da Autonomia das universidades, Aldo afirmou que em conversa prévia, o governador Carlos Massa Ratinho Júnior deu aval para que o tema seja discutido com liberdade, mas com critérios. “É um caminho a ser construído”, finalizou Aldo Bona.

Relacionadas

RANKING

Produtor de Guarapuava é premiado em "Oscar" da raça Nelore

SORTE

Prêmio da Mega-Sena acumula e vai a R$ 25 milhões

CAMPANHA

Para realizar o sonho de casar, casal guarapuavano está vendendo empadas e cupcakes

Comentários