Julia recebe alta e já está em casa em Curitiba

Jovem sofreu acidente na madrugada de 6 de abril na rodovia entre Curitiba e o litoral paranaense

Julia (Foto: Reprodução/Facebook)

Após 45 dias internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital do Trabalhador, em Curitiba, a jovem Julia Cristina Rocha Loures Roszkowski, já está em casa.

Desde que sofreu um acidente automobilístico na madrugada de 6 de abril deste ano na BR-101 em Curitiba, a guarapuavana correu risco de morte, passou por várias cirurgias e teve amputada parte da perna direita e mobilizou o movimento tradicionalista nacional.

“Foram dias muito difíceis, de muito sofrimento, mas também de muita luta, de muita oração e graças a Deus a Julia já está em casa”, disse o pai Luciano Gago ao Portal RSN.

Segundo ele, Julia saiu da UTI e não precisou ir para a enfermaria. “Ela foi direto para casa, mas precisamos tomar muitos cuidados”. Entre as precauções, está a restrição à visitas porque Julia ainda possui ferimentos em fase de cicatrização. Tão logo se recupere totalmente, a jovem passará a usar prótese e retomará a vida normal, retornando ao curso de Direito e ao convívio de amigos.

(Foto: Reprodução/Redes Sociais)

O ACIDENTE

Julia e o namorado Eduardo Klemtz estavam no veículo Volvo quando na madrugada de sábado (6/4) aconteceu a colisão na BR-101, rodovia que liga Curitiba ao litoral de Santa Catarina. Segundo o pai de Julia, Luciano Gago, Eduardo dirigia em velocidade normal, quando um caminhão fez uma manobra brusca e avançou na pista.

“Ao ver o caminhão, o jovem  tirou o veículo para a direita batendo contra um ônibus que estava parado atingindo o lado onde a minha filha estava”. Julia teve ferimentos graves nas pernas e perdeu muito sangue. “Ela chegou no hospital praticamente em óbito, sem sinais vitais, mas foi reanimada e reagiu”.

Relacionadas

LUTO

Morre o médico pediatra George Karam por complicações da covid-19

EXPLOSÃO DE LUZ

Centro, bairros e distritos terão iluminação de Natal em Guarapuava

AJUDE ALGUÉM!

Pandemia reflete ativamente na saúde mental da população

Comentários