Após discussão, marido tranca esposa e dois filhos no apartamento

Em outra ocorrência, marido de 45 anos teve surto psicótico e ameaçou se cortar com uma faca, mas foi impedido pelos policiais

Após discussão, marido tranca esposa e dois filhos no apartamento  (Foto: Reprodução/Pixabay)

A Polícia Militar atendeu dois casos de lesão corporal e violência doméstica nessa terça (11) em Guarapuava. De acordo com a PM, a primeira ocorrência foi por volta das 9h45 na rua Altair Ciro Rubert, no bairro Alto Cascavel. Conforme uma mulher de 25 anos, o marido de 31 anos saiu de casa. Entretanto, ele trancou a esposa e os dois filhos de quatro e seis anos trancados no apartamento.

Por fim, ela relatou aos policiais que os dois tinham discutido e que ele saiu a pé tomando rumo ignorado. A PM fez patrulhamento nas imediações, mas ninguém foi encontrado. A vítima foi orientada.

VILA CARLI

À tarde, por volta das 16h52, a PM atendeu a segunda ocorrência de violência doméstica. Assim, conforme relato policial, uma equipe foi até a rua Ana Maria Alves de Ramos, no bairro Vila Carli. No endereço a moradora de 41 anos disse que o marido de 45 anos estava agressivo, e fazendo ameaças para ela e para os filhos.

De acordo com a mulher, o marido tem surtos psicóticos e toma medicamentos, e veio a xingá-la com palavras de baixo calão. Em determinado momento, o marido se apresentou para a equipe policial e tentou cortar sua própria garganta. Mas o homem foi impedido por um policial, que conseguiu derrubar a faca no chão. Em seguida, o homem teve uma convulsão e caiu.

Conforme a PM, foi acionado o Samu que fez o atendimento no local e encaminhou o homem para a Upa do Batel. Por fim, a vítima não teve interesse em representação, mas foi orientada quanto aos procedimentos cabíveis.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

TRÁFICO DE DROGAS

PM prende jovem por tráfico de drogas e porte de armas em Guarapuava

VITÓRIA

Após 67 dias de internamento, paciente ganha alta no HR de Guarapuava

AGREDIDO INJUSTAMENTE

Homem é agredido e acusado de furto de lojas de roupa em Guarapuava

Comentários