Assistência Social terá o comando de Rosângela Virmond, anuncia Góes

Em época de pós pandemia, com o aumento do desemprego e o fim do auxílio emergencial, Rosângela terá grandes desafios

Assistência Social terá o comando de Rosângela Virmond, anuncia Góes (Foto: arquivo pessoal)

O ano de 2021 marcará o primeiro de quatro anos de Celso Góes como prefeito de Guarapuava. Entretanto, as perspectivas pós-pandemia apontam que será uma época de grandes desafios. A fila das pessoas em busca de recolocação no mercado de trabalho não será pequena. Além disso, o fim do auxílio em emergencial do governo agravará a fome, a miséria. Portanto, mais do que nunca, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, terá um protagonismo ainda maior na nova gestão.

Entretanto, o trabalho que já vem sendo desenvolvido pela administradora e advogada, Rosângela Virmond, avalizou a escolha de Celso Goes para substituir o atual secretário, Ari Marcos Bona. De acordo com Rosângela, ela já coordenou vários projetos sociais antes de surgir no cenário político. Ela é a primeira suplente do ‘Cidadania’ na Câmara de Vereadores.

Assim, a líder mulheres da Igreja Sede da Assembleia de Deus, já atua em atendimento espiritual e humanizado para prostitutas; projetos envolvendo garis. Além de prestar orientação psicológica, jurídica no ‘Espaço Mulher’, tenda montado em atividades municipais.

“No Hospital Santa Tereza  tenho o projeto que oferece várias atividades para a autoestima e conforto às mamães carentes que têm bebês na UTI. Também coordeno serviço espiritual às detentas. E no início da pandemia, coordenei um projeto que arrecadou toneladas de alimentos e roupas para famílias carentes. Além de atividades no asilo e nas unidades de saúde”.

LINK COM OUTRAS SECRETARIAS

De acordo com Rosângela Virmond, a política na Secretaria seguirá a linha proposta pelo prefeito eleito. “Vamos buscar parcerias com outras secretarias municipais. O nosso trabalho vai ser de promoção e desenvolvimento do ser humano. E isso passa pela habitação, por geração de renda, escolaridade, combate à violência doméstica. Além de trabalho preventivo com crianças e adolescentes. Portanto, o nosso trabalho não poderá ser isolado. Vamos trabalhar com a prevenção e buscar alternativas para os problemas que já existem”.

Conforme a futura secretária, a assistência social precisa ser encarada como política pública de enfrentamento aos problemas e mazelas sociais. “Vou começar a transição na quinta (17) quando vou conhecer a fundo o trabalho que vem sendo feito na Secretaria.  Mas promover ações sociais para gerar melhorias na vida das pessoas sempre deu significado à minha vida. Portanto, planejar e executar políticas de assistência social no Município, de acordo com as necessidades básicas da população, junto com o prefeito Celso será um grande privilégio”.

OUTRAS SECRETARIAS

Com o anúncio de Rosângela Virmond para o primeiro escalão do prefeito eleito, Celso Góes, sobe para três as mulheres convidadas para secretarias. A primeira, Rita Felchak assume a Cultura, enquanto Priscila Schran continuará na Secretaria da Mulher. Entretanto, Itacir Vezzaro retorna para a Agricultura; Daniel assume a Executiva e Ari Marcos Bona, vai para a Fundação Proteger.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

 

Relacionadas

BOLETIM COVID

HSV confirma 90% de ocupação de leitos de UTI privados da covid-19

ENSINO SUPERIOR

Vestibular da Unicentro segue com inscrições abertas até 4 de fevereiro

IMUNIZAÇÃO

5ª Regional receberá 79.200 unidades de insumos da vacina contra covid-19

Comentários