Autorizada a construção da nova Casa de Custódia de Guarapuava

Após reunião com lideranças locais na semana passada, governadora viabilizou a obra

A governadora Cida Borghetti (PP) autorizou a realização das obras para a nova Casa de Custódia de Guarapuava. A viabilização foi firmada em uma reunião nessa segunda feira (11), em Curitiba, em um encontro entre a governadora, a deputada estadual Cristina Silvestri e o prefeito de Guarapuava Cesar Silvestri Filho.

Reunião com a governadora autorizou a obra em Guarapuava (Foto: Secom)

Na ocasião, houve a consolidação das demandas do prefeito César Silvestri Filho, apresentadas em um encontro com a governadora na última sexta feira (8), quando a governadora veio ao terceiro planalto para a inauguração do Teatro Municipal. Também participaram da reunião em Guarapuava, na semana passada, a deputada Cristina Silvestri, o deputado Bernardo Ribas Carli e lideranças do setor de segurança pública, como da 14ª Subdivisão Policial de Guarapuava (SDP) e Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG).

De acordo com o prefeito Cesar Silvestri Filho, o novo espaço será construído em uma área próxima à PIG. O terreno será doado pela prefeitura.

“Temos a ideia de, futuramente, construirmos um complexo penal naquela região. Esse é um pleito urgente por isso mobilizamos nossos deputados e as instituições ligadas à segurança pública da cidade para dar a esse assunto a atenção necessária. Agradecemos a todos que se empenharam para mais essa conquista”.

De acordo com informações preliminares, a nova Casa de Custódia de Guarapuava terá vagas para 512 detentos, um espaço considerado suficiente para solucionar a superlotação da Cadeia Pública, que funciona no mesmo espaço da 14ª Subdivisão Policial. A falta de estrutura caracteriza um dos principais motivos para as constantes fugas.

Para Cristina Silvestri que vem acompanhando este movimento desde que assumiu o mandato de deputada estadual na Assembleia Legislativa do Paraná, participou de de encontros promovidos pelo Poder Judiciário local com autoridades da segurança pública do Estado e também fez audiências pessoais, reforçando o pedido, essa é uma conquista importante para toda a região.

“Precisamos dar mais segurança para a população e dignidade humana para os presos, condição mínima para que sejam recuperados, que é uma das finalidades principais do sistema prisional”.

Os primeiros trâmites para a transferência do conhecido “Cadeião” tiveram início em abril deste ano.

Relacionadas

LEI SECA

Mais de 120 motoristas foram flagrados pela Lei Seca em Guarapuava neste ano

INSEGURANÇA

Mulher é assaltada em ponto de ônibus no Bonsucesso, em Guarapuava

PORTE ILEGAL

Homem é preso após ser flagrado com arma municiada, em Guarapuava

Comentários