Autorizada a construção da nova Casa de Custódia de Guarapuava

Após reunião com lideranças locais na semana passada, governadora viabilizou a obra

A governadora Cida Borghetti (PP) autorizou a realização das obras para a nova Casa de Custódia de Guarapuava. A viabilização foi firmada em uma reunião nessa segunda feira (11), em Curitiba, em um encontro entre a governadora, a deputada estadual Cristina Silvestri e o prefeito de Guarapuava Cesar Silvestri Filho.

Reunião com a governadora autorizou a obra em Guarapuava (Foto: Secom)

Na ocasião, houve a consolidação das demandas do prefeito César Silvestri Filho, apresentadas em um encontro com a governadora na última sexta feira (8), quando a governadora veio ao terceiro planalto para a inauguração do Teatro Municipal. Também participaram da reunião em Guarapuava, na semana passada, a deputada Cristina Silvestri, o deputado Bernardo Ribas Carli e lideranças do setor de segurança pública, como da 14ª Subdivisão Policial de Guarapuava (SDP) e Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG).

De acordo com o prefeito Cesar Silvestri Filho, o novo espaço será construído em uma área próxima à PIG. O terreno será doado pela prefeitura.

“Temos a ideia de, futuramente, construirmos um complexo penal naquela região. Esse é um pleito urgente por isso mobilizamos nossos deputados e as instituições ligadas à segurança pública da cidade para dar a esse assunto a atenção necessária. Agradecemos a todos que se empenharam para mais essa conquista”.

De acordo com informações preliminares, a nova Casa de Custódia de Guarapuava terá vagas para 512 detentos, um espaço considerado suficiente para solucionar a superlotação da Cadeia Pública, que funciona no mesmo espaço da 14ª Subdivisão Policial. A falta de estrutura caracteriza um dos principais motivos para as constantes fugas.

Para Cristina Silvestri que vem acompanhando este movimento desde que assumiu o mandato de deputada estadual na Assembleia Legislativa do Paraná, participou de de encontros promovidos pelo Poder Judiciário local com autoridades da segurança pública do Estado e também fez audiências pessoais, reforçando o pedido, essa é uma conquista importante para toda a região.

“Precisamos dar mais segurança para a população e dignidade humana para os presos, condição mínima para que sejam recuperados, que é uma das finalidades principais do sistema prisional”.

Os primeiros trâmites para a transferência do conhecido “Cadeião” tiveram início em abril deste ano.

Relacionadas

CELEBRAÇÃO

Santuário de Schoenstatt, de Guarapuava, comemorará 28º aniversário

LAZER

Lagoa das Lágrimas passa por grande revitalização após quase 30 anos

Comentários