Bancada feminina na Câmara dobra e terá perfil ativista em Guarapuava

Eleitas atuam em áreas que vão desde a inclusão socioeducacional até a luta em defesa da mulher, temas que têm mais força agora na Câmara

Bancada feminina na Câmara dobra e terá perfil ativista em Guarapuava (Foto: Divulgação)

Pela primeira vez na história política de Guarapuava, a Câmara de Vereadores terá uma bancada com quatro mulheres. De acordo com o resultado das urnas, o PT pela primeira vez elegeu duas vereadoras. Assim, a Professora Terezinha está reeleita com 1.516 votos e a servidora Cristiane Wainer obteve 624 votos. Assim como Cristiane, também estão eleitas para o primeiro mandato, Bruna Spitzner (1.269) e a Professora Bia (1.113 votos).

Conforme o perfil das eleitas, elas se destacaram na sociedade pelo ativismo nas áreas diferentes áreas de atuação. Entretanto, o denominador comum da bancada será a luta em defesa da mulher.

Conforme a trajetória, a Professora Terezinha (PT), surgiu politicamente pelas ações junto a APP-Sindicato. Assim, a luta que trava pela melhoria da qualidade da educação, pela valorização da categoria sempre pautou a atuação no atual mandato.

Eleita pela primeira vez, a servidora pública Cristiane Wainer (PT), também ‘nasceu’ no movimento sindical. Até o começo da campanha, respondia pela presidência do Sindicato dos Servidores, Funcionários Públicos e Professores Municipais de Guarapuava (Sisppmug). Conforme a vereadora eleita, a atuação na Câmara terá como foco a justiça social, o trabalho por mais mulheres na política, em defesa dos servidores, entre outros temas.

JUVENTUDE E INCLUSÃO

Ex-diretora do Colégio Tupy Pinheiro, a Professora Bia, sempre trabalhou pela educação inclusiva. Entretanto, também é defensora da equidade de gênero e de políticas públicas. Porém, a defesa dos animais também será tema do mandato. Todavia, um dos viés mais fortes do trabalho será voltado à juventude. A professora Bia também atuou até esta segunda (16), como conselheira tutelar.

Outra mulher que comporá a bancada feminina é a contadora Bruna Spitzner. Embora atuante em movimentos sociais, Bruna ganhou notoriedade a partir de 2018. Nesse ano ela começou a militância política, após o assassinato da prima, a advogada Tatiane Spitzner. De lá pra cá, tem agido no combate à violência doméstica e em defesa da emancipação e independência feminina. Assim, Bruna entra na Câmara propondo o ‘Mandato Por Elas’, disposta a trabalhar ações que ajudem na construção de uma cidade mais democrática entre homens e mulheres.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

Pérola do Oeste divulga linhas Interbairros aos domingos e feriados

COVID-19

Prefeito volta a decretar alerta epidemiológico em Guarapuava

NOVO CAGED

Guarapuava tem saldo de empregos positivo pelo 5º mês consecutivo

Comentários