Campanha #PersigaOsSinais conscientiza sobre as Mucopolissacaridoses

Ação conscientiza sobre a importância do diagnóstico precoce para esse grupo de doenças genéticas raras. Para participar basta acessar o Instagram da MPSDAY

Campanha conscientiza sobre a importância do diagnóstico precoce para esse grupo de MPSs (Imagem: Divulgação)

A ação #PersigaosSinais faz parte de um esforço global para o Dia Internacional da Conscientização sobre as Mucopolissacaridoses (MPSs), e acontece no dia 15 de maio. Desse modo, é uma forma de unir pacientes, famílias, profissionais de saúde, entre outros, em uma única campanha para poder ajudar a aumentar o conhecimento sobre as MPSs e seu diagnóstico. Assim, fazendo com que rara seja apenas a doença, mas não o conhecimento sobre ela.

As mucopolissacaridoses (MPSs), são doenças genéticas raras que envolvem a falta ou quantidades insuficientes de determinadas enzimas essenciais para o funcionamento do organismo. Com o objetivo de difundir mais informações sobre as MPSs, alertar a sociedade e contribuir na jornada do paciente, foi lançada a campanha global #PersigaosSinais.

Para participar basta acessar Instagram da MPSDAY, a campanha envolve uma série de ações e atividades on-line educativas e interativas.

AS MPS

Existem pelo menos sete tipos de MPSs reconhecidas pela medicina, sendo que cada uma delas envolve diferentes enzimas e consequentemente sintomas e níveis de gravidades distintos. Os primeiros sintomas das mucopolissacaridoses aparecem antes mesmo da criança completar um ano de idade. Mas, podem se agravar de forma lenta e progressiva.

Conforme a médica geneticista Carolina Fischinger, entre os principais sinais deste grupo de doenças estão as infecções recorrentes das vias aéreas que também acometem os ouvidos. “Com o passar do tempo, outras manifestações passam a ser mais nítidas. Desse modo, levam ao enrijecimento das articulações, dificuldade para respirar, comprometimento no ganho de estatura, mudança nas feições, alterações cardiológicas e dificuldades para caminhar”.

Com manifestações tão amplas e divergentes, é compreensível a dificuldade no diagnóstico das MPSs. Por isso a importância de abordar o tema e divulgar conhecimento já nas faculdades de medicina e de todas as áreas da saúde. O intuito é auxiliar a batalha dessas famílias na busca pela identificação desse amplo grupo de doenças genéticas.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CAMPANHA

Campanha das eleições municipais começa neste domingo (27)

FOTOGRAFIA

Estudantes têm até 1º de outubro para inserir foto no cadastro do Enem

VOLTA AO TRABALHO

Após reuniões sindicais, greve dos Correios acaba oficialmente

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com