Cesar Filho lança programa empresarial e comércio volta abrir sem escala

Porém, flexibilidade do comércio está condicionada a exigências previstas em novo decreto que atende também cultos religiosos, academias e afins

Cesar Filho lança programa empresarial e comércio volta abrir sem escala em Guarapuava (Foto: Reprodução/Facebook)

Aos poucos as atividades, principalmente, o comércio, se aproxima da normalidade em Guarapuava. Porém, a determinação do novo decreto do prefeito Cesar Silvestri Filho (Podemos), anunciado nesta sexta (24), é uma só. Assim, cumprimento das regras de enfrentamento ao coronavírus é o denominador comum que impera no município.

De acordo com o novo decreto, o comércio pode a partir deste sábado (25), abrir as portas, das 10h às 18h. Porém, há um condicionante. Todos os estabelecimentos devem aderir ao programa empresarial de prevenção e cuidados, criado pela administração municipal.

Conforme o prefeito, a responsabilidade sobre o cumprimento dos protocolos de higiene e de prevenção ao coronavírus no comércio passa a ser exclusivo dos empresários do setor. “Todos que aderiram ao programa devem afixar em local visível uma cópia do decreto e o termo de adesão ao programa”.

Assim, caberá a cada comerciante o dever de assegurar a saúde tanto do colaborador quanto do consumidor. Todavia, Cesar Filho pede o bom-senso dos empresários em relação à colaboradoras que têm filhos pequenos em casa.

Assim como tive muitos apelos dos empresários, agora eu faço um. Temos muitas mães que trabalham fora. Como estamos em o funcionamento de escolas e creches, peço a colaboração para que os empregadores adequem horários dessas funcionárias para que elas possam também ficar os filhos algumas horas do dia.

Conforme a nova regulamentação, os cultos religiosos também foram restabelecidos. Porém, respeitando as regras de distanciamento, uso de máscaras, não compartilhamento de objetos, entre outras exigências amplamente divulgadas e pertinentes a toda a população. Cesar Filho anunciou também o retorno diário do transporte coletivo urbano, das 6h às 23h.

Excepcionalmente, neste sábado (25), a primeira rodada será às 7h. Entretanto, mais uma vez, esse retorno está condicionado ao cumprimento de normas. Ou seja, nenhum usuário entrará no terminal e nos ônibus sem estar usando máscaras. De acordo com a secretária de Administração, Denise Turco, responsável pela elaboração do decreto, toda a frota do transporte coletivo tem que ser colocada nas escalas. “É para evitar a superlotação nos carros”.

Em relação aos supermercados, todos voltam a abrir também aos domingos. Porém, mais uma vez Cesar Filho criticou a negligência de grandes supermercados da cidade.

Há grandes supermercados que estão negligenciando as normas exigidas. Peço aqui o bom-senso de todos para que possamos conter a velocidade do vírus da morte.

Conforme outra medida contemplada no decreto por artigo específico, as academias poderão também retornar as atividades. Desde que cumpram regras como, por exemplo, distanciamento maior entre os participantes, higienização dos aparelhos após cada uso, entre outras medidas afins.

“Estamos nos adiantando a um anúncio que o governador [Ratinho Junior] fará na segunda sobre academias”.

De acordo com o prefeito, as agências bancárias também voltam a atender o público com prioridade aos clientes de grupo de risco. Porém, um colaborador deve ficar, permanentemente, higienizando os terminais de auto-atendimento.

Entretanto, reuniões sociais como festas, campeonatos e outras situações que provoquem aglomeração de pessoas continuam proibidas. As aulas também continuam suspensas, assim como as atividades do shopping.

“MAIOR DESAFIO”

A decisão do novo decreto está embasado em análise do coronavírus em Guarapuava. De acordo com o prefeito, a eficiência da Secretaria Municipal de Saúde, sob a responsabilidade do bioquímico Celso Goes, está possibilitando que o município se mantenha numa curva achatada da doença.

Mostrando um gráfico com índices do Brasil, Paraná e Município, Guarapuava se confunde com a linha reta da base. Ou seja, com baixo índice de contágio. Entretanto, isso está sendo possível pelas normas de isolamento social, utilização de máscaras e protocolos de higiene.

Conforme o prefeito, com o restabelecimento de atividades comerciais e religiosas, mais do que nunca, a população deve estar consciente sobre o uso de máscaras, cuidados com pessoas do grupo de risco, entre outras normas.

“O bom-senso, a responsabilidade e a conscientização de cada um determinarão a normalidade gradual da vida da cidade. Porém, devemos estar conscientes que muitas coisas vão mudar, desde os hábitos de higiene como estilo de vida. Sabemos que essa pandemia é o maior desafio da saúde pública no mundo e todos devem colaborar”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

 

Relacionadas

Do 'fundo do poço', Flavia Proche dá a volta por cima e hoje é superação

MAIOR ALCANCE

Aula Paraná pela TV alcança mais cidades do Estado

SAÚDE

Hospital Regional de Ivaiporã começa a receber pacientes

Comentários