Claudinei corta 30% dos cargos comissionados, em Bituruna

Economia com a exoneração de 12 cargos comissionados chega a R$ 455 mil ao ano

Prefeito Claudinei de Paula Castilho (Foto: Divulgação)

O prefeito Claudinei de Paula Castilho, de Bituruna, cortou 30% dos cargos comissionados, adequando a receita e as despesas para manter o equilíbrio das contas públicas e manter as metas fiscais sem afetar os serviços ofertados à população.

A exoneração de 12 comissionados vai gerar uma economia de cerca de R$ 455 mil ao ano. Em 2014 a Prefeitura de Bituruna possuía 102 cargos em comissão e em janeiro deste ano o número é de 42 e cairá para 30. De acordo com Claudinei, essa é uma das medidas necessárias por causa da queda da receita nos últimos anos.

“Agradecemos o comprometimento dos servidores e o trabalho desempenhado, mas estamos passando por um momento muito difícil financeiramente. Apenas em royalties a arrecadação caiu em mais de R$ 3 milhões nos últimos dois anos”.

Em 2016 a receita oriunda dos royalties foi de R$ 9,2 milhões, já em 2018 caiu para R$ 5,5 milhões. Além disso, ano passado a Administração Municipal contou com R$ 500 mil em verba de custeio repassados para a Fundação Municipal de Saúde pelos governos federal (R$ 200 mil) e estadual (R$ 300 mil).

De acordo com o vice-prefeito e secretário de Saúde, Rodrigo Marcante, neste ano ainda não há certeza de que esse recurso será repassado.

“A verba veio através dos deputados Hussein Bakri, Bernardo Carli e Valdir Rossoni e foram aplicados para pagamento da manutenção dos serviços”. Caso os repasses não aconteçam o município terá de bancar o custeio.

Relacionadas

IRREGULARIDADE

Tribunal de Contas multa prefeito de Laranjal por irregularidades

NOVA GESTÃO

"Vou oxigenar o primeiro escalão", diz Celso Goes

TRIBUTO

Deputados aprovam projeto que restabelece parcelamento de ICMS

Comentários