Com queda de R$ 3,8 milhões, Pinhão terá R$ 3,7 milhões da União

Secretário de Finanças de Pinhão diz que primeira de 4 parcelas já foi paga. Ele também presta contas de outros recursos repassados ao município

Com queda de R$ 3,8 milhões, Pinhão terá R$ 3,7 milhões da União, diz Saulo Mendes (Foto: Ascom/Prefeitura de Pinhão)

Pinhão já recebeu a primeira parcela do repasse feito pelo governo federal como auxílio aos municípios. De acordo com o secretário, de finanças Saulo Mendes, de um total de R$ 3,7 milhões divididos em quatro parcelas, R$ 900 mil já foram repassados. “Estamos vivendo um momento muito delicado por conta da pandemia do novo coronavírus”.

Segundo o secretário, esse recurso pode ser utilizado para suplementação orçamentária para pagamento das despesas correntes. Entre estas, a folha de pagamento, fornecedores, entre outras. Conforme o secretário, o município se ressente com uma retração orçamentária de R$ 3,8 milhões, somente em abril e maio, se comprado com o mesmo período em 2019. “Esses dados podem ser confirmados no site: www42.bb.com.br”.

Assim, para atenuar esse problema vivenciado por todos os municípios brasileiros, o Congresso Nacional votou e o Executivo sancionou a LC 173/2020 que trata de liberação de recursos para ajuda de custos. Porém, no rateio dos 20 bilhões coube a Pinhão receber 3,7 milhões, cuja primeira de quatro parcelas já está liberada.

OUTROS RECURSOS

Entretanto, segundo Saulo Mendes, outros recursos específicos para o combate à Covid-19 também foram liberados para Pinhão. “Até o momento foram R$ 44 mil à assistência social e cerca de R$ 370 mil à Saúde”. De acordo com o secretário de Finanças, os R$ 44 mil foram utilizados na compra de produtos de higiene e cestas básicas entregues à famílias em vulnerabilidade social.

Todavia, do valor destinado à Saúde foram empenhados até o momento cerca de R$ 167 mil. Com esse dinheiro foram comprados 500 kits de testes para Covid-19. Cada kit custa R$ 95. De acordo com Saulo Mendes, o restante foi utilizado na compra de EPI’s, álcool gel e produtos de higiene e limpeza, entre outros.

“Os gastos podem ser visualizados no portal da transparência do Município no site www.pinhao.pr.gov.br”.

Conforme o secretário, o Poder Judiciário também fez um repasse de aproximadamente R$ 65 mil para utilização exclusiva no combate à pandemia. “Nossas equipes estão trabalhando incessantemente para que os efeitos dessa crise sejam sentidos com a menor intensidade possível, principalmente por quem precisa mais dos serviços públicos”.

FAKE NEWS

De acordo com Saulo Mendes, essa prestação de contas é para dar transparência aos recursos recebidos pela administração municipal, como sempre vem sendo feito. Contudo, também se contrapõe à disseminação de ‘fake news’ que está ocorrendo no município.

“As informações contidas nesta postagem são baseadas em fatos e atreladas a fontes que podem ser consultadas. Assim, deixo aqui a mensagem de que não serão toleradas informações não condizentes com a verdade, e que as mesmas sofrerão as penalidades cabíveis”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

 

 

Relacionadas

DIREITO DO CONSUMIDOR

Procon debate impasses sobre mensalidades escolares em Guarapuava

EXCLUSIVO PARA GUARAPUAVA

Em novo endereço, Ecodecor é a opção em revestimento de parede

COVID-19

Durante a pandemia empresas paranaenses perderam faturamento

Comentários