Comunidade elabora diretrizes para o atendimento às crianças e adolescente

Reserva do Iguaçu – Foi realizada recentemente a VI Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente em Reserva do Iguaçu. Estiveram presentes representantes de diversos segmentos da sociedade, Apae, APMs, pastorais, igrejas, escolas, secretarias, agentes de saúde, clube de mães e demais pessoas da comunidade. O objetivo, foi a elaboração das Diretrizes para o Plano Decenal.
O prefeito Sebastião Campos (foto), fez um relato de como está sendo efetivado o atendimento no município. Falou das dificuldades encontradas quando assumiu em 2005 e dos avanços que conquistou neste período. “Fizemos muitos avanços, conseguimos a sede própria para o Conselho Tutelar, que passou a contar com equipamentos e salas para prestar um bom atendimento à população. Bem como um veículo exclusivo para atender as ocorrências. Ampliamos também as instalações do Peti, implantamos o CRAS, implantamos o Programa Sentinela que atende crianças e adolescentes vítimas de violência. Temos um novo prédio para a Casa Lar, incentivo à Banda Municipal Villa Lobos e também a criação do projeto Dantemus- Dança, teatro e música, um grande projeto de contra turno escolar que atende cerca de 300 crianças e adolescentes e ainda contamos com um aumento do quadro de recursos humanos, são mais assistentes sociais, psicólogos, nutricionista, advogado e pedagogos”, disse ele.
O prefeito ressaltou ainda os avanços na área da educação e finalizou falando do trabalho integrado entre as secretarias, principalmente entre Assistência Social, Educação e Saúde.
“Estamos aqui para fortalecer a relação entre governo e sociedade civil e também para discutir as responsabilidades que temos enquanto família, sociedade e governo, para termos maior efetividade na formulação, execução e controle das políticas públicas para a criança e adolescente. Precisamos definir caminhos estratégicos que promovam a implementação do ECA”, declarou a secretária de Assistência Social, Deizi Hoffmeister de Campos.
Júlio Cezar dos Santos, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Reserva do Iguaçu (Comdicari), falou da importância da participação atuante da comunidade como membros do Conselho, uma vez que este é o maior órgão do município que atua na definição e deliberação da política de atendimento á criança e adolescente. “ Sinto-me muito honrado em ver a participação da comunidade nesta conferência”, afirmou.
A Promotora da Comarca de Pinhão, Juliana Stofela da Costa, foi a palestrante, e falou sobre a importância de se prever um orçamento específico para as ações relativas a política de atendimento à criança e ao adolescente. Também, enfatizou que é necessário a articulação entre os órgãos, sociedade civil, Câmara de Vereadores, Comdicari, Conselho Tutelar, igrejas, escolas e principalmente a família para que assim se efetue de fato o que preconiza a Constituição Federal, criança e adolescente, prioridade absoluta. (Fatos do Iguaçu )

Relacionadas

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

MAIS UMA MORTE

Após 28 dias desde os primeiros sintomas, morre 76º paciente

PROST

Quiosque da Brahma surge repaginado no Shopping 'Cidade dos Lagos'

Comentários