Consumo excessivo e capacidade esgotada deixam LS sem água

De acordo com a Sanepar, a capacidade de captação de água está praticamente igual à demanda. Porém, obras estão previstas

Consumo excessivo e capacidade esgotada deixam LS sem água – Rio Leão, manancial de captação (Foto: Arquivo/RSN)

Moradores de Laranjeiras do Sul devem se ressentem com a interrupção do abastecimento de água tratada. Assim, nesta sexta (25) voltou a faltar água no município. Entretanto, essa situação segue até a segunda (28). Porém, somente hoje estão sendo afetadas 16 localidades, além do Centro da cidade.

De acordo com a Sanepar, o calor, a baixa reserva e o consumo excessivo comprometem o abastecimento. “A crise hídrica devido à intensa estiagem que se vive em todo o Estado também contribuem com essa situação”. Conforme a estatal, há possibilidade de fechamento emergencial dos setores de distribuição de água no decorrer da semana.

Município com população estimada em 32.379 habitantes, segundo o IBGE, há 9.861 ligações de água e 4.333 ligações de esgoto. Entretanto, a capacidade de abastecimento praticamente se iguala à demanda. “O índice de captação é de 0,98. Ou seja: tudo o que produzimos está sendo consumido”.

Todavia, segundo o chefe regional da Sanepar, Adão Alisson Slompo, o sistema de abastecimento de água de Laranjeiras do Sul apresenta obras em andamento. Trata-se da construção da nova estação de tratamento de água a partir do Rio Tapera. O que vai aumentar a capacidade de reservação e melhorias nas redes de distribuição. Hoje a bacia de captação está no Rio Leão.

Vamos passar dos atuais 200 metros cúbicos por hora para mais de 500. Isso equivale a mais do que o dobro da capacidade atual.

Assim sendo, o investimento de R$ 17,6 milhões por parte Sanepar coloca um fim ao antigo tormento da população pelos próximos 30 anos. “As obras em andamento têm como previsão para conclusão em setembro de 2022. Entretanto, na medida em que as etapas forem concluídas, elas entram em operação antecipadamente”.

CRONOGRAMA

Sexta (25) –  Jaboticabal, Vila Rural, Santo Antônio de Pádua, Marchesi, Itália, Bancários, Água Verde, Presidente Vargas, Panorama, condomínios Maria Antônia, Iguaçu, Almirante da Serra e Viena, Cidade Alta, Paris, Loteamento Badoti e regiões da área central, nas proximidades da Apae, do Seminário, do Colégio das Irmãs, da igreja ucraniana, da igreja matriz Santana e do Iguaçu Tênis Clube.

Sábado (26) – Loteamento Cordeiro, BNH, Vila Mos, Vila São Miguel, Vila São Vicente, Loteamento Mineiro, Cristo Rei, João Fernandes, Aparecida, São Francisco, Monte Castelo, Palmeiras, Parque Industrial e nas regiões da área central próximas à rodoviária e ao Fórum.

Domingo (27) –  Jaboticabal, Vila Rural, Santo Antônio de Pádua, Marchesi, Itália, Bancários, Água Verde, Presidente Vargas, Panorama, condomínios Maria Antônia, Iguaçu, Almirante da Serra e Viena, Cidade Alta, Paris, Loteamento Badoti e regiões da área central, nas proximidades da Apae, do Seminário, do Colégio das Irmãs, da igreja ucraniana, da igreja matriz Santana e do Iguaçu Tênis Clube.

Segunda (28) – Loteamento Cordeiro, BNH, Vila Mos, Vila São Miguel, Vila São Vicente, Loteamento Mineiro, Cristo Rei, João Fernandes, Aparecida, São Francisco, Monte Castelo, Palmeiras, Parque Industrial e nas Regiões da área central próximas à rodoviária e ao Fórum.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

REQUERIMENTO

Súmula de autorização florestal ao Instituto Água e Terra

HOMENAGEM

Bombeiros participam do cortejo do menino Emanuel em Guarapuava

JÁ É TRADIÇÃO

Hoje (29) é dia de garantir o Pastel da Catedral em Guarapuava

Comentários