Egressa da Campo Real é aprovada em mestrado na UEL

A mestranda de Guarapuava, além de se tornar especialista, ela também busca entender como as cidades se desenvolvem dentro dos aspectos físicos

Carolina Bassani (Foto: Divulgação/Campo Real)

Carolina Bassani, egressa da primeira turma de Arquitetura e Urbanismo, do Centro Universitário Campo Real, foi aprovada no mestrado da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

De acordo com a Campo Real, a arquiteta e urbanista fará sua pesquisa em estudos de casos de projetos urbano ambiental. O enfoque será nas cidades que possuem conexão com a linha do trem e como são os cenários e aspectos sociais que se desenvolvem no entorno.

Conforme Carolina, além de se tornar especialista na área urbana, ela também busca entender como as cidades se desenvolvem dentro dos aspectos físicos. Além de entender como as cidades influenciam o viver das pessoas no sentido social.

“Poder continuar crescendo por meio da educação é o que me mantém motivada a querer valorizar o meu esforço, talvez a maior conquista seja saber que a educação ainda permite que você conheça outras realidades e possa fazer algo por e para estas”.

INCENTIVO DA CAMPO REAL

Para Carolina, o Centro Universitário Campo Real auxiliou no entendimento no seu lugar dentro da graduação. “É justamente por ser um curso que aborda diversas temáticas”. Assim,  permite que se entenda sobre um pouco de tudo, onde você desenvolve com o tempo certas preferências.

“Sempre serei grata aos professores que tiveram paciência em sanar meus questionamentos e debates, em trazer bibliografias alternativas e me mostraram o caminho ao qual percorrer. A minha jornada com certeza começou a partir de referências que eu pude ter contato dentro do meu curso”.

COMO SE PREPARAR PARA O MESTRADO

A arquiteta e urbanista participou de eventos que não correspondiam apenas ao curso de Arquitetura e Urbanismo, por entender a pluralidade que existe dentro da profissão. Ela foi em eventos de Comunicação Social, Direito, eventos externos da instituição, em áreas sociais, humanas e afins.

“Eu trabalhei meu currículo. Fui atrás de publicações, participei de diversas iniciações científicas, viagens, me relacionei bem com os professores, pedi dicas externas de livros, filmes e músicas. Sem contar o apoio de amigos e colegas que me trouxeram e acrescentaram tanto”.

“Eu passei na minha primeira tentativa, com o professor orientador que eu queria e na instituição que eu achei ser mais próxima a minha realidade. No fim, o esforço faz o caminho valer a pena. Esse é só o primeiro dos muitos degraus que eu pretendo e almejo subir”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

VAMOS ESTUDAR?

UniGuairacá promove simulado gratuito para o Enem

NOVA CONQUISTA

Campo Real recebe Selo Sesi ODS 2020

EDUCAÇÃO

Governo adia prova de conhecimento do PSS para 20 de dezembro

Comentários