Estelionatário se passa por militar para aplicar golpe em Guarapuava

O estelionatário se passou por tenente do Corpo de Bombeiros para tentar receber o valor de um carro que estava sendo vendido por um soldado da corporação

Estelionatário se passa por militar para aplicar golpe em Guarapuava (Foto: Arquivo/RSN)

A Polícia Militar registrou uma ocorrência de estelionato envolvendo um soldado do Corpo de Bombeiros em Guarapuava. Conforme relato policial, nessa sexta (26), a PM foi informada pelo soldado de 36 anos do Corpo de Bombeiros, que anunciou em um site de vendas, o Honda HR-V.

Além disso, o militar afirmou que há aproximadamente duas semanas tinha entrado em contato com ele, via whatsapp, uma pessoa. O comprador (estelionatário) se identificou como tenente do 1º Grupamento do Corpo de Bombeiros. Conforme relato feito aos policiais, o homem teria informado que estava interessado em comprar o carro e pediu fotos do veículo, dos documentos do carro, número de conta corrente e de documentos pessoais do soldado.

De acordo com o vendedor, as fotos foram enviadas. Mas ele informou que passou a desconfiar de que se tratava de um golpe, quando o comprador pediu para que ele mostrasse o carro para uma mulher de 30 anos, e fizesse a transferência do carro em cartório no nome dela. Posteriormente, o estelionatário afirmou que faria o deposito do valor do veículo na conta bancária do vendedor do carro.

GOLPE

Entretanto, o soldado fez contato com o tenente do Corpo de Bombeiros, em outro número de telefone. Assim, ele descobriu que outra pessoa estava usando a identidade do oficial tenente dos bombeiros para práticas ilícitas, e que inclusive já tinha sido vítima de um golpe parecido. Os policiais foram até a rua Jesuíno Marcondes, e entraram em contato com a mulher.

Ela relatou que estava comprando um carro do tenente via whatsapp. Além disso, a mulher informou que o estelionatário se apresentou a ela como oficial da PM do Paraná e que iria mostrar o carro. Entretanto, conforme relato da mulher, o depósito deveria ser feito para ele (estelionatário) por meio de depósito bancário. As vítimas foram orientadas quanto aos procedimentos legais cabíveis.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

ESPECIAL

Associativista, planejador e empreendedor: o perfil da agricultura em Guarapuava

EM ALERTA!

Aumento de casos eleva isolamento a 44% em Guarapuava

DESEMPENHO

PM apreende mais de 1 tonelada de drogas no 1º semestre na Região

Comentários