Estelionatários usam o nome da Polícia Civil para golpe em Guarapuava

O golpe do cartão clonado é antigo, mas agora estelionatários usam o nome da Polícia Civil e, principalmente, do delegado Rubens Miranda Júnior

Estelionatários usam o nome da Polícia Civil para golpe em Guarapuava (Foto: Arquivo/RSN)

Estelionatários continuam agindo em Guarapuava com o golpe do cartão clonado. Porém, a novidade é que estão usando o nome da Polícia Civil, principalmente, do delegado-chefe da 14ª Subdivisão Policial, Rubens Miranda Júnior.

De acordo com o delegado, a conversa dos estelionatários é a mesma. “As vítimas recebem uma ligação de uma pessoa, que se passa por funcionário de uma agência bancária. Ele diz que o cartão da vítima foi utilizado em compra e deveria ser cancelado”.

Conforme o delegado, o suposto funcionário, pede que a vítima solicite, por escrito, o cancelamento e lacre o documento dentro de um envelope. Coloque junto o cartão que deve ser quebrado ao meio e coloque a senha.

“O golpista diz que já conversou comigo [Rubens Miranda Júnior], e que um policial irá recolher o envelope”.  Segundo o delegado, a vítima entrega o envelope e o golpista faz compras com o cartão.

“Quero informar que a polícia não faz esse tipo de coisas e que estão usando o meu nome e da Polícia Civil para o golpe”.

De acordo com o delegado, se alguma pessoas for procurada pelos golpistas, deve acionar a polícia pelo número 197. “A vítima deve ficar conversando com o estelionatário, e imediatamente, nos comunicar”.

Conforme Miranda Júnior, pessoas lesadas já registraram queixa na delegacia em Guarapuava.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

SISTEMA CARCERÁRIO

Em carta, internos da PIG fazem reivindicações e ameaçam rebelião

NO PARANÁ

Elias Maluco é encontrado morto na prisão de Catanduvas

SENTENÇA

Autor da morte de 'Versa' foi condenado a 24 anos de prisão

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com