Família diz que dono de bar não matou Wilson, mas que foi agredido por ele

Família de Oldair diz que Wilson o agrediu com um facão e momentos depois teve um desmaio e morreu. No IML a causa da morte é golpe de arma branca

Família diz que dono de bar não matou Wilson, mas que foi agredido por ele (Foto enviada por um leitor do Portal RSN)

Novas informações repassadas pela família de Oldair de Andrade, dono do bar no bairro Primavera, dá uma nova versão sobre a morte de Wilson Sebastião da Silva, o Vilson ‘Gabrié’. O pedreiro morreu na tarde deste sábado no ‘Bar do Gaúcho’. De acordo com informações preliminares repassadas por testemunhas ao Portal RSN, davam conta que Vilson tinha sido golpeado fatalmente por Oldair, tirado para fora do bar até a chegada do Instituto Médico Legal (IML).

Porém, a família de Oldair diz que o comerciante não foi o autor do crime e que a morte de Wilson pode ter sido por mal súbito.

“Então o senhor Vilson já vindo de outro bar alcoolizado chegou no bar do Oldair querendo beber novamente. Mas o bar se encontrava fechado pois está em reforma. Então ali começou uma discussão sobre uma dívida de 180 reais e o Oldair tirou ele [Wilson] pra fora do bar “.

De acordo com a sobrinha de Oldair, uma hora depois Vilson retornou com uma facão tentando atingir  o comerciante. “Ele [Oldair] estava na frente do bar com uma vap, que foi com a mesma que ele se defendeu”. Segundo a sobrinha, uma das mãos de Oldair foi atingida por vários golpes. “Ele foi  hospitalizado para fazer uma cirurgia. Houve  briga,  porém o Wilson caiu e foi tirado da calçada e ficou desmaiado. Pessoas próximas ligaram para o Samu, pois até então ele estava respirando”. Todavia, Vilson morreu em seguida. “Ele não foi agredido por meu tio. A polícia nos contou que tinha sangramento na cabeça e nas costas porque estavam esfoladas”.

CÂMERAS DE SEGURANÇA REGISTRARAM O FATO

Segundo a sobrinha do comerciante, câmeras de segurança instaladas em volta da casa mostram o momento em que um “rapaz tenta tirar o facão da mão de Wilson”. As imagens foram recolhidas pela polícia.

“Meu tio saiu dali e todos acharam que ele fugiu. Porém foi procurar ajuda médica. Foi no UPA do Batel e logo encaminhado pro hospital porque estava perdendo muito sangue”.

De acordo com a família, no início da noite deste sábado, após depoimentos, o comerciante “foi inocentado. O Portal RSN tentou obter informações junto às polícias civil e militar, porém, sem êxito.

Porém, segundo o boletim de entrada e saída de cadáver do IML, consta que a investigação preliminar sobre a causa da morte de Wilson é por golpes de arma branca.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

COVID-19

18 casos de covid-19 são confirmados em um único dia em Guarapuava

RETOMADA

Faculdade Guarapuava retoma atividades presenciais nesta quinta (13)

BOA RECUPERAÇÃO

Em Guarapuava, 84,7% das pessoas com covid-19 já se recuperaram

Comentários