Foragido é morto em confronto em operação da PM em Guarapuava

Eloi Fernando Czekalski era foragido da cadeia de Guarapuava. Ele conseguiu fugir nove vezes de diferentes unidades prisionais do PR

Choque entra em confronto armado e foragido morre em Guarapuava (Foto: Leitor/RSN)

O 16º Batalhão da Polícia Militar fez uma operação nesta terça (8) em Guarapuava. A ‘Operação Controle’ prendeu 22 pessoas por diversos crimes, 12 armas de fogo e drogas. Além disso, na operação, a PM entrou em confronto armado com um foragido da 14ª SDP, que morreu. Eloi Fernando Czekalski, já tinha fugido nove vezes de unidades prisionais de Guarapuava e Francisco Beltrão.

De acordo com o Major Cristiano Cubas, comandante da 16º BPM, em uma coletiva de imprensa nesta manhã (8), a equipe de Choque foi cumprir um mandado de prisão. Mas ao chegar no local, foi recebida com tiros. Desse modo, ele reagiu contra os policiais, que revidaram e ele acabou morrendo. Conforme Cubas, ele tinha dois mandados de prisão em aberto.

Ele é uma pessoa conhecida nos meios criminais, e possuí uma extensa ficha criminal, que acabou se defrontando com o nosso pessoal. (…) Não é o resultado que a Polícia Militar quer, mas é de acordo com a escolha de cada um. Sacou da arma, reagiu contra a PM, vai exigir uma ação contundente.

PRISÕES E APREENSÕES

Com cerca de 200 policiais militares, a operação envolveu o cumprimento de 65 mandados de busca e apreensão. Dessa maneira, a PM prendeu 22 pessoas por diversos crimes. E também apreendeu 12 armas de fogo e diversas munições. Além disso, os policiais encontraram cerca de dois quilos e 800 gramas de maconha, 160 gramas de crack, 32 gramas de cocaína e cinco gramas de ecstasy.

A equipe também apreendeu 12 celulares, que serão encaminhados a delegacia da Polícia Civil para os levantamentos relacionados aos crimes. E por fim, cerca de R$1.700 em dinheiro.

De acordo com o Major Cubas, esse tipo de operação exige um planejamento maior, com uma estratégica, com 65 equipes e 65 viaturas. “Uma operação de grande envergadura, exige essa coletiva e operações repressivas como essa, que vem no contexto de segurança pública para a segurança ao cidadão de bem. O nosso compromisso é com o nosso cidadão de bem.”

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PANDEMIA DA COVID-19

Saúde de Guarapuava confirma 45 novos casos de covid-19

PARALISAÇÃO

Volta às aulas mobiliza sindicato para greve também na Região

TRABALHO POLICIAL

Polícia Civil prende acusado de matar Juliano Palácio de Ramos

Comentários