Frente fria impede chegada da praga de gafanhotos no Brasil

No Paraná, a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) segue monitorando a praga e diz que frente fria 'empurra' a nuvem para o Urugua

Frente fria impede chegada da nuvem de gafanhotos no Brasil (Foto: Adapar)

A frente fria que paira sobre a Região Sul afastou a ameaça da praga de gafanhotos. A previsão era de que a praga chegaria ao Rio Grande do Sul e Santa Catarina. De acordo com o Ministério da Agricultura, esse perigo deve permanecer na Argentina. Porém, o governo gaúcho continua monitorando e trocando informações com a Argentina.

No Paraná, a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, e a Defesa Civil do Estado acompanham a situação.

De acordo com a Agência, as entidades estaduais atuam em sintonia com as diretrizes do Ministério da Agricultura e do Centro Nacional de Gerenciamento de Desastres (Cenad). Conforme a Adapar, o contato com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) é para interpretar as informações. De posse de dados a meta é trabalhar com modelos de projeção meteorológica.

Conforme as autoridades, agora a maior tendência é de que a nuvem esteja se encaminhando para o Sul do continente, em direção ao Uruguai.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

OBRIGATÓRIO

Adapar alerta produtores sobre prazos para atualizar rebanhos no PR

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Guarapuava será a 1ª cidade do país a ter 'app' com prêmio internacional

ALERTA

Serviço de alerta de ferrugem asiática na soja começa nesta quinta no PR

Comentários