Fugitivo da cadeia usa identidade falsa, mas é preso pela Rotam

O fugitivo de 20 anos tentou se passar por outra pessoa. Mas a identidade verdadeira foi confirmada pelos pais

Fugitivo da cadeia usa identidade falsa, mas é preso pela Rotam em Guarapuava (Foto: Ilustração)

A Polícia Militar prendeu um jovem de 20 anos na noite dessa quarta (23) em Guarapuava. Ele era foragido da cadeia pública e tentou enganar os policiais com identidade falsa. Assim, conforme a PM, por volta das 22h15, uma equipe da Rotam estava em patrulhamento pelo bairro Santana. Em determinado momento, os policiais avistaram um carro em atitude suspeita na rua Nagib Fagundes Shier.

De acordo com a polícia, havia três homens no carro e não havia ilícitos com eles. Porém, em consulta ao sistema, a equipe constatou divergências em relação a foto de um dos abordados. A polícia então perguntou para ele os dados pessoais. E o jovem confirmou com exatidão o nome, nome dos pais e a data de nascimento. Porém, em determinado momento, a PM reconheceu o abordado, como sendo um foragido da cadeia pública de Guarapuava.

Ainda conforme a PM, pelo sistema verificou-se que as tatuagens que constam no banco de dados coincidiam com as tatuagens do jovem abordado. Assim, mesmo com a apresentação das fotos das tatuagens, ele permaneceu afirmando que seria outra pessoa. A equipe se deslocou até a casa do jovem, onde os pais reconheceram como sendo a pessoa com mandado de prisão.

Assim, o rapaz foi preso e inicialmente conduzido até o 16º BPM para confecção do termo circunstanciado por falsa identidade. Em seguida, cumpriu-se o mandado de prisão expedido pela 1ª vara criminal, pelos crimes previstos nos artigos 33 e 35 da lei 11.343, referente ao tráfico de drogas. Por fim, a PM levou o fugitivo para a 14ª SDP, onde foi entregue ao Setor de Carceragem Temporária (Secat).

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NOVAS CONFIRMAÇÕES

Saúde confirma 14 novos casos de covid-19 em Guarapuava

AINDA É PRIMAVERA

Rotary Lagoa promove a sexta edição da Expoflor em Guarapuava

CONDENADO

Homem é condenado a 38 anos após matar companheiro de ex-mulher

Comentários