Governo autoriza ajustes orçamentais no Santa Tereza para reabrir a Ortopedia

Sinal verde foi dado pelo novo Secretário de Saúde, Carlos Alberto Gebrim Preto. Reunião foi articulada pela deputada Cristina Silvestri

O Governo do Estado do Paraná sinalizou ajustes orçamentais para que o Hospital Santa Tereza, em Guarapuava, reabra o setor de Ortopedia, que suspendeu os atendimentos em 1° de janeiro. A decisão foi anunciada pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Alberto Gebrim Preto, em reunião articulada pela deputada estadual Cristina Silvestri com a diretoria do Instituto Virmond, que mantém o hospital.

Reunião com representante do Governo ocorreu ontem (8) (Foto/Divulgação: Ascom)

A reunião que definiu pelo reajuste orçamental ocorreu nessa terça feira (8), em Curitiba. De acordo com Cristina, o Governo garantiu recursos da ordem de R$ 150 mil para que o setor.

“É necessário, agora, mudanças na documentação. Assim que este trâmite estiver concluído, os recursos serão disponibilizados para o Setor de Traumatologia e Ortopedia, restabelecendo a assistência à população”, explicou Cristina. Atualmente, a Ortopedia do Santa Tereza, assim como os demais departamentos da instituição, atendem a um universo de 500 mil pessoas, distribuídas entre os municípios que integram a 5ª Regional de Saúde do Estado.

De acordo com Francisco Cogo, administrador do hospital, o primeiro contrato com a instituição previa um repasse de R$ 227 mil, para cirurgias de alta complexidade. O hospital, entretanto, não atingiu as metas estipuladas pelo Governo. Por isso, o valor recebido para manter o setor de Ortopedia ficou entre R$ 50 mil e R$ 80 mil.

Não temos demanda de alta complexidade, então recebemos menos. Nossa demanda é média complexidade, motivo que nos levou a pedir essa alteração contratual.

Ainda segundo Francisco, a nova condição deve valer a partir dos serviços que serão prestados em fevereiro, mas o reflexo financeiro ocorrerá somente em 25 de maio. O recebimento destes R$ 150 mil que foram liberados continuará comprometido ao cumprimento de metas estabelecidas pela Secretaria de Estado da Saúde.

“Vamos chamar a equipe de Ortopedia para apresentar uma nova proposta relativa a finanças e metas. As partes chegando a um consenso, os serviços voltarão imediatamente”, asseverou Francisco Cogo, dizendo-se confiante que “todos entenderão”.

Relacionadas

NOVIDADE

Professor Serjão pode trocar o PT pelo MDB, em Guarapuava

INSEGURANÇA

Homem é esfaqueado durante roubo, em Guarapuava

ENSINO

Escolas particulares de Guarapuava ofertam bolsas de estudo

Comentários