Homem tenta jogar irmã pela janela e marido morde mulher em Guarapuava

Em outra ocorrência, um homem teria agredido a esposa no rosto. Porém aos policiais, ele disse que a mulher caiu na rua ao sair para pedir ajuda

Homem tenta jogar irmã pela janela e marido morde mulher em Guarapuava (Foto: Reprodução/Pixabay)

A Polícia Militar registrou três casos de lesão corporal e violência doméstica nas últimas horas em Guarapuava. Por volta das 19h dessa quarta (15), a PM foi até a rua Michel Feres Mishalany, na Vila Carli. No endereço uma mulher de 25 anos informou os policiais que havia discutido com o marido de 38 anos.

De acordo com o relato feito aos policiais, a mulher disse que o marido a agrediu com um soco no rosto, causando lesão. O marido estava no local e não ofereceu resistência. Ele relatou aos policiais que realmente teve uma discussão com a esposa. Entretanto, afirmou que o ferimento no rosto dela foi causado por uma queda.

O homem disse que a mulher saiu de casa correndo pela rua e gritando. E ao tentar contê-la, ela caiu no chão o que teria provocado a lesão no rosto. Diante dos fatos e por interesse na representação, ele foi levado para a 14ª SDP.

MORDIDA

Nos primeiros minutos desta quinta (16), a polícia atendeu outra ocorrência de lesão corporal e violência doméstica. Desta vez foi na rua Oriente, no bairro dos Estados por volta de 0h30. No endereço, a vítima de 22 anos relatou aos policiais que tinha sido agredida pelo marido de 20 anos.

De acordo com a mulher, o marido havia mordido a mão direita dela, causando lesão. Diante do desejo em representação criminal, o agressor foi encaminhado até a 14ª SDP.

TENTOU JOGAR A IRMÃ PELA JANELA

E 10 minutos depois, a PM atendeu a terceira ocorrência de lesão corporal e violência doméstica em Guarapuava. Os policiais foram até a rua Ângelo Dalla Vecchia, no bairro Alto Cascavel, onde uma mulher de 43 anos relatou que um homem embriagado ameaçava moradores dentro de um apartamento.

No endereço, os policiais encontraram uma mulher no interior do apartamento, pedindo o auxílio da PM. Os policiais então abordaram o homem de 36 anos que apresentava sinais de embriaguez como dificuldade para permanecer em pé, arrogância e odor etílico.

Conforme a mulher de 40 anos, o irmão chegou em casa “muito alterado, proferindo ameaças contra a mesma e negando-se a sair de sua residência”. A moradora pediu ajuda para a síndica do condomínio, que também afirmou ter sido ameaçada de morte pelo homem.

De acordo com a síndica, o agressor estava em luta corporal com a irmã de 40 anos, e que em determinado momento, ele tentou jogá-la pela janela. Por fim, diante dos fatos e por interesse em representação de ambas as partes, o homem foi preso e levado para a 14ª SDP, para os procedimentos cabíveis.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

COVID-19

Guarapuava chegou aos 304 confirmados de covid-19

SELO

Surg é reconhecida nacionalmente por ofertar trabalho a presos

DIA MUNDIAL DO ROCK

No Dia do Rock comemore ouvindo música boa e o 'Podcore Podcast'

Comentários