Idosa de 71 anos foge de casa para não ser agredida pelo filho

Em outra ocorrência, um filho de 51 anos agrediu o pai de 82 anos e a mãe de 74 anos com um pedaço de madeira

Idosa de 71 anos foge de casa para não ser agredida pelo filho (Foto: Divulgação)

Uma idosa de 71 anos que tem medida protetiva contra o filho de 36 anos, precisou fugir de casa na tarde dessa sexta (28), para não ser agredida por ele. De acordo com a Polícia Militar, na rua Miguel Bohomoletz, no bairro Vila Bela, a vítima de 71 anos afirmou que o filho de 36 anos, constantemente a agride verbalmente e fisicamente.

A mulher apresentou uma faca e disse que o filho a ameaça de morte com a arma branca. Além disso, a idosa afirmou que durante as ameaças, teve que fugir da própria residência para não ser agredida fisicamente. O agressor foi abordado nas proximidades da casa.

Por fim, após consulta, os policiais constataram que havia uma medida protetiva contra o agressor. Ele foi preso e encaminhado para a 14ª SDP.

VILA CARLI

Na noite dessa sexta (28), a PM atendeu outra ocorrência de violência doméstica envolvendo pais e filhos. Assim, por volta das 22h18, um idoso de 82 anos afirmou que o filho de 51 anos chegou em casa bêbado. Além disso, conforme relato aos policiais, o denunciado passou a perturbar o sossego e a tranquilidade.

Em seguida, quebrou móveis da casa e agrediu o pai de 82 anos e a mãe de 74 anos com um pedaço de madeira. Os dois idosos se trancaram em um quarto da casa. O agressor ainda fez ameaças verbais e afirmou que vai atear fogo na casa.

De acordo com as vítimas, as agressões e ameaças são rotineiras. Diante do desejo de representação dos pais contra o filho, o agressor foi preso e conduzido à 14ª SDP.

SÃO CRISTÓVÃO

E na madrugada deste sábado (29), um homem de 38 anos foi preso por lesão corporal violência/doméstica, na rua dos Cardeais, no bairro São Cristóvão em Guarapuava. Assim, por volta das 2h50, uma mulher de 40 anos disse para a PM, que se desentendeu com marido de 38 anos.

Conforme relato policial, a vítima então foi para casa com a irmã de 37 anos. Porém, na chegada, houve novo desentendimento. O homem empurrou a mulher, que caiu batendo a cabeça no meio-fio. A equipe policial também constatou danos no GM Astra Prata, que estava com o vidro traseiro quebrado por pedras. O homem disse que a cunhada causou o dano no carro.

O acusado da agressão foi preso e relatou interesse em representar pelo dano. Por fim, as autoridades policiais confeccionaram o termo circunstanciado na 14ªSDP.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

BOLETIM COVID

Saúde de Guarapuava já contabiliza mais de 1.100 casos de covid-19 em janeiro

ADEQUAÇÃO

Festa de Nossa Senhora de Belém terá apenas a parte religiosa

IMUNIZAÇÃO

Chega a Guarapuava unidades de insumos de vacina da covid-19

Comentários