Inscrições abertas para o serviço Família Acolhedora em Guarapuava

O serviço, que opera em Guarapuava desde 2017, tem como objetivo um local adequado para crianças em situação de risco e vulnerabilidade social

No projeto Família Acolhedora os voluntários recebem as crianças por no máximo dois anos (Foto: Reprodução/Pixabay)

Famílias interessadas em participar do serviço de acolhimento em Família Acolhedora de Guarapuava tem até 27 de fevereiro para se cadastrar pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social.

O serviço, que opera em Guarapuava desde 2017, tem como objetivo oferecer carinho. Além de afeto e um local adequado para crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social,  conforme  prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente. O intuito é que a família participante possa executar o acolhimento dessas crianças pelo período máximo de dois anos.

Os interessados em participar devem atender a alguns pré-requisitos estabelecidos pelo serviço. Como ter mais de 21 anos, não possuir antecedentes criminais e participar dos processos de capacitação oferecidos. Não existe restrição de gênero e estado civil para os interessados em se cadastrar. Além disso, a família que deseja integrar o Serviço de Acolhimento Familiar não pode manifestar interesse na adoção da criança ou adolescente.

O PROJETO

Atualmente 23 famílias que acolhem 32 crianças em seus lares, incluindo grupos de irmãos, estão participando do serviço guarapuavano. As inscrições para cadastro e cadastro de reserva devem ser feitas na sede do Serviço de Família Acolhedora, que fica na rua Presidente Getúlio Vargas, n° 2077, Centro e atende das 8h30 às 12h e da 13h30 às 17h. Mais informações pelo telefone (42) 3623-7915.

O serviço é resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Guarapuava, Ministério Público e Poder Judiciário.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PARANÁ MAIS VERDE

Professores plantam mudas de árvores em manancial de água de Pitanga

NÃO PARA

Saúde de Irati registra mais uma morte por covid-19

VAMOS PARTICIPAR?

Oficina on-line de ginecologia natural ocorre neste sábado (28)

Comentários