Lar do Idoso São Francisco de Assis – Diretoria pede substituição da coordenadora

Pinhão – O Lar do Idoso São Francisco de Assis, está sob nova coordenação desde o dia 14 de outubro. Adenir de Lima, que ficou à frente da entidade por 12 anos pediu exoneração do cargo, quando se mudou para outra cidade. Em seu lugar, assumiu Lucia Antunes Pasqualin, a qual foi indicada pela Secretária de Assistência Social de Pinhão, sendo este um cargo de comissão.
Porém essa mudança na coordenação está gerando insatisfações entre os funcionários e idosos que vivem no local. Os funcionários procuraram ajuda com os vereadores. As reclamações são que a nova coordenadora age de forma grosseira e autoritária.
Logo após a posse da nova coordenadora, os vereadores começaram a receber as reclamações. “Os funcionários reclamam que ela os trata mal com xingamentos, palavrões, age de forma grosseira, enfim, ela modificou a rotina do asilo de uma maneira autoritária”, conta a vereadora Noriam Coelho Basílio.
Devido à quantidade de reclamações, os vereadores pediram que a coordenadora fosse à Câmara para uma conversa. “Nessa conversa pudemos perceber que os funcionários estão corretos em reclamar e buscar uma alternativa. Ela foi grosseira, tratou os vereadores com descaso, nos chamou de débil mental por estar dando ouvindo aos funcionários, e assumiu que ela não precisa trabalhar, que só esta lá porque o prefeito a mandou e que de lá ela não sai”, disse a vereadora.
Para a vereadora, a atitude da coordenadora foi abusiva. “Diante disso, todos os vereadores assinaram uma moção de repúdio, e o que a gente quer, é que o executivo tome uma atitude. Não estamos pedindo que ela seja mandada embora, apenas que seja tirada da coordenação do asilo. Os velhinhos que estão lá merecem ser tratados com carinho e respeito”, afirmou Noriam.
O presidente da entidade, Orlandir Gomes da Cruz(foto), disse que a diretoria ainda não tomou nenhuma atitude porque estava dando um tempo para adaptação. “Já estivemos conversando com a dona Soeli (Secretária de Assistência Social), e ela nos pediu que déssemos um tempo para adaptação, mas agora já se passaram dois meses, e como as reclamações continuam, vamos tomar alguma atitude, porém ainda não nos reunimos para discutir o assunto”, disse.
A tesoureira da entidade, Ivone Machado, explicou que o cargo de coordenadora é indicado pela prefeitura e não pela diretoria devido ao regimento interno. “Nunca tivemos um problema assim, mas já estamos pensando em modificar alguns itens do nosso regimento”, afirmou.
Segundo Orlandir e Ivone, a maior dificuldade é que a nova coordenadora não dá espaço para negociações. “Ela é muito rígida, e tudo tem que ser como ela quer. Inclusive tem tomado decisões sem consultar a diretoria, como contratar e demitir pessoas, ela acha que assumiu uma empresa, mas o Lar do Idoso é uma associação regida por um diretoria, e uma diretoria ativa”.
O presidente afirmou que a diretoria vai conversar com o executivo para que Lucia seja substituída. “Já esperamos esse tempo e vimos que não houve melhora, vamos pedir que ela seja substituída. Para trabalhar no Lar do Idoso tem quer ser uma pessoa mais humana”, salientou.
O secretário municipal de administração, José Franscisco da Rocha Loures (Juca) não quis comentar o caso por não ser da sua alçada. Soeli Prestes, secretária de Assistência Social, não foi encontrada e a coordenadora Lucia Pasqualin chegou a marcar horário para dar declarações, mas decidiu não falar sobre o assunto.
Fonte:Fatos do Iguaçu

Relacionadas

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

ALERTA

Chuvas provocam alagamento na Br-277 em Irati nesta segunda

PANDEMIA DA COVID-19

Guarapuava registra mais duas mortes por covid-19

Comentários