Missão religiosa leva 16 jovens de Guarapuava a Moçambique

Missão é composta por 16 jovens da Igreja Assembleia de Deus, em Guarapuava, que serão voluntários em pintura de escolas por 10 dias

As aulas eram debaixo de árvores (Foto: Divulgação)

Um grupo de jovens está saindo de Guarapuava nesta quarta-feira (26) com um único destino: a África. A expedição leva 16 jovens numa viagem missionária para  as cidades de Manhiça e Palmeira em Moçambique. Eles serão voluntários por 10 dias. Assim, o retorno será dia 7 de março.
De acordo com Rosângela Virmond, uma das integrantes da missão, todos são membros da igreja Assembleia de Deus. É o MSBN ou Missões Semeadores de Boas Novas.

Conforme a organização, o grupo é composto por profissionais de várias áreas. São psicólogo, advogado, publicitário, assistente social, dona de casa, estudantes, teólogo. “Cada um custeou suas despesas de viagem” .

ARRECADAÇÃO

Crianças em horário de refeição (Foto: Divulgação)

Além disso, o grupo trabalhou durante sete meses organizando, bazares, promoções e shows. A arrecadação foi para  arrecadar para a compra dos uniformes, materiais escolares, remédios. Também  dinheiro para construção de mais salas de aula, banheiros, salário de professores e alimentos.
Assim, esses voluntários irão para doar a mão de obra na pintura, construção das salas de aulas, palestras para adultos. Além, da capacitação de professores e atividades recreativas com as crianças.
“A igreja trabalha há 20 anos com missões em igrejas e assistência social, aqui em Guarapuava,  em 10 estados brasileiros e em 21 países”.

BASES MISSIONÁRIAS

Evangelização faz parte do projeto (Foto: Divulgação)

Conforme Rosângela,  no continente africano são 55 bases missionárias divididas entre Moçambique, Malawi, Guiné Bissau e Tanzânia.
“Em Moçambique as atividades iniciaram no ano de 2010 na cidade de Palmeira, embaixo de árvores, com 220 crianças. É um projeto de alfabetização, reforço escolar e também pré escola. É que lá não existe educação para crianças em fase pré escolar”.

Templo se transformam em sala de aula (Foto: Divulgação)

Segundo Rosângela, hoje a escola funciona em salas de aula e além do ensino pedagógico, oferece roupas e comida. Ainda direciona crianças órfãs e que sofrem maus-tratos para orfanatos.
“Na cidade de Manhiça são também atendidas mais 240 crianças, com educação, roupas e alimentação. Atualmente usam o templo da igreja como escola. As salas de aulas e banheiros, ainda estão em construção. Existe um projeto de implantação de aulas de computação e cursos profissionalizantes para os adolescentes da região”.
Conforme Rosângela, esses projetos estão sob a liderança do pastor Saulo dos Santos e coordenação da missionária Marli.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

QUASE PRONTO

Hospital Regional poderá ter ala para atender pacientes com coronavírus

PROTEÇÃO CONTRA GRIPE

Vacinação contra a gripe já ultrapassa 14 mil doses aplicadas

DETERMINAÇÕES

Estado estabelece normas para proteção de trabalhadores

Comentários