Motorista tenta atropelar policiais e foge, mas é preso em Guarapuava

O motorista fugiu, entrou em ruas e rodovias pela contramão em alta velocidade. E ainda jogou o carro contra a viatura policial

Motorista alterado tenta atropelar policiais, foge e é preso em Guarapuava (Foto: Arquivo/RSN)

Um motorista de 26 anos foi preso nessa quinta (20) em Guarapuava, após fazer manobras arriscadas e tentar atropelar policiais militares. Ele ainda tentou atingir a viatura policial com o carro que dirigia. A ocorrência começou enquanto a equipe fazia atendimento de uma ocorrência na rua Salvatore Renna, no bairro Santa Cruz.

Os policiais viram um GM Corsa Prata que trafegava sentido Parque do Lago – Unicentro, fazendo manobras de arrancada e deslizando de pneus. Os policiais tentaram abordar o carro, mas ao ver a PM o motorista acelerou e jogou o veículo contra a equipe. Neste momento, os policiais fizeram disparo na direção dos pneus, para tentar cessar a injusta agressão.

Entretanto o motorista continuou em alta velocidade e entrou na contramão na rua Comendador Norberto, no sentido do bairro Boqueirão. O carro em alta velocidade colocou em risco pessoas que transitavam nas ruas e foi acompanhado pela equipe. Em determinado momento, já na PR-170 o motorista tentou várias vezes bater na viatura.

TIROS NOS PNEUS

Diante da ameaça, o policial militar patrulheiro fez disparos na direção dos pneus, e acertou dois pneus do lado do motorista. De acordo com a PM, o condutor tentou entrar na BR-277 pela contramão, e quase provocou um acidente. O carro foi cercado pelas equipes policiais. Além do motorista, havia um passageiro de 23 anos.

Conforme os policiais, o motorista estava alterado e agressivo e investiu contra as equipes. Assim, foi necessário uso de técnicas de imobilização e algemas. O homem começou a rolar na via, batendo a cabeça contra o asfalto e gritando: “Eu quero morrer! Me dê um tiro!”.

O motorista apresentava lesão na cabeça, que segundo ele teria ocorrido durante a perseguição. O homem recusou atendimento médico. O passageiro não resistiu a abordagem, e apresentava um sangramento no nariz. De acordo com ele, o ferimento teria ocorrido dentro do carro, também durante a perseguição policial. Ele pediu atendimento médico, e foi atendido na Upa.

O GM Corsa não tinha débitos e nem alerta de furto/roubo, mas foi recolhido ao pátio porque o motorista apresentava sinais psicomotores alterados e direção perigosa. O motorista se recusou a fazer o teste do bafômetro. Por fim, os dois foram presos e levados para a 14ª SDP.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

TRANSPORTE COLETIVO

Pérola do Oeste agradece pela dedicação de seus colaboradores

PANORAMA COVID-19

Coronavírus: sobem de 31 para 44 os casos suspeitos em Guarapuava

Comentários