MP denuncia autor da morte de Saulo por homicídio doloso

Policial militar será julgado em júri popular

Saulo (Foto: Reprodução/Facebook)

Após dois anos da morte do jovem Saulo Filipin Prestes, no município de Turvo, o Ministério Público (MP) de Guarapuava ofereceu a denúncia contra o policial militar Toni Silvério Muniz Júnior, autor dos disparos fatais contra o jovem.

Embora o delegado de polícia Bruno Miranda, da 14ª Subdivisão Policial tenha concluído o caso como sendo homicídio culposo (quando não tem a intenção de matar), o Ministério Público confirma a avaliação da própria justiça militar que já tinha avaliado o crime como doloso (quando há a intenção de matar). Nesse caso, o policial militar irá a júri popular.

De acordo com o criminalista Marinaldo Rattes, que representa a família de Saulo, o oferecimento da denúncia traz um alento para a família da vítima que aguarda a conclusão do inquérito há mais de dois anos. Porém, Rattes diz que durante a instrução processual criminal, irá provar que o homicídio foi doloso e com duas qualificadoras: motivo fútil e recursos que dificultou a defesa da vítima. O processo tramita na 1ª Vara Criminal de Guarapuava.

Saulo foi morto na madrugada de 23 de julho de 2016, por volta da 1h, na Rua Otto Rickli, no Centro de Turvo. De acordo com o MP, o policial agiu dolosamente ao efetuar o disparo de arma de fogo em direção à vítima. Saulo dirigia o veículo VW/Gol, de cor vermelha, quando o policial, que estava fardado, disse que viu um carro “fazendo manobras perigosas” e pediu que o motorista parasse. Porém, segundo o autor dos disparos, Saulo deu marcha a ré em sua direção. Imaginando que seria atropelado, Silvério contou que deu voz de abordagem gritando “parado, polícia’’, desferindo um primeiro tiro de alerta em direção ao solo. Em seguida, de acordo com o MP, o policial colocou um dos pés sobre o para-lama do carro da vítima, momento em que o segundo disparo foi efetuado, atingindo a vítima na cabeça, levando-a à morte.

Relacionadas

MORADIA

Famílias recebem casa própria em Santa Maria do Oeste

CANDÓI

Manifestação pede que lei contra maus tratos de animais seja cumprida

BOA AÇÃO

Parada Solidária recebe doações de brinquedos para o Natal em Irati

Comentários