MP-PR solicita avaliação psiquiátrica e psicológica de Manvailer em Guarapuava

Resultado deve ser enviado para justiça avaliar pedido de transferência do professor universitário

Luís Felipe Manvailer, acusado pela morte da esposa Tatiane Spitzner, passará por um avaliação psiquiátrica e psicológica na Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG). O procedimento atende a uma solicitação do Ministério Público do Paraná (MP-PR), emitido pela promotora Dúnia Rampazzo e pelo promotor Pedro Henrique Brazão Papaiz no final da manhã desta quarta feira (8). Ambos foram motivados por um pedido da defesa de Luís Felipe, que solicita a transferência do professor universitário após uma suposta tentativa de suicídio do preso.

Manvailer está preso preventivamente em Guarapuava (Foto: Reprodução)

Em ofício, enviado em caráter de urgência, o MP solicita o atendimento ao secretário de saúde de Guarapuava, Celso Góes, por profissionais do município. No documento enviado a juíza Paola Gonçalves Mancini, o MP solicita que seja esperado o resultado da avaliação para que, posteriormente, seja analisado o pedido de transferência.

Em documento oficial, a juíza manifestou que aguarda a execução para determinar seu posicionamento.

Relacionadas

GUARAPUAVA

Mudança de horário da Câmara foi decisão coletiva, esclarece vereador

NOVIDADE

Vital: referência em produtos de qualidade na área de saúde

DEBATE

Sem Cida, Guarapuava e região discutem novo modelo de pedágio

Comentários