Mulher é agredida, mas desiste de representar contra o agressor

A mulher mora há dois meses com o marido, que a pegou pelo pescoço e tentou sufocá-la. Ainda conforme a vítima, o marido possui um revólver calibre 38

Mulher é agredida pelo marido, mas desiste de representar contra o agressor (Foto: Reprodução/Pixabay)

Uma mulher de 23 anos foi agredida pelo marido, mas desistiu de representar contra o agressor. De acordo com a Polícia Militar, nessa quarta (22), por volta das 11h32, a equipe fez contato com a mulher na avenida Sebastião de Camargo Ribas, no bairro Bonsucesso em Guarapuava. Aos policiais ela relatou que no dia 16 de julho, se desentendeu com o marido de 24 anos, com quem mora há dois meses em Pinhão.

Além disso, ela disse que ele a pegou pelo pescoço e tentou sufocá-la. Ainda conforme a vítima, o marido possui um revólver calibre 38 prata e várias munições. Foi acionado apoio da equipe de Pinhão, os quais fizeram buscas na residência dele, mas nada de ilícito foi localizado. Em seguida, o denunciado chegou em uma moto Honda. Com ele nada foi encontrado.

Porém, de acordo com a PM, a carteira de habilitação dele estava vencida, assim como o licenciamento da moto. Assim, foi confeccionado os autos de infrações pertinentes. Por fim, como a mulher não demonstrou interesse em representar contra o agressor, ele foi liberado. A vítima foi orientada quanto aos procedimentos legais.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

AGRONEGÓCIO EM ALTA

Valor do bruto da produção agrícola de Guarapuava supera R$ 1 b

AUMENTOU

Guarapuava confirma 53 novos casos de covid-19

BOA SAFRA

Safra de verão deve colher 16.700 quilos de grãos por hectare

Comentários