Na Itália, iratiense inicia preparação para ordenação sacerdotal

André Guerreiro de 40 anos, recebe ordenação como diácono da Igreja Católica nos próximos dias, em Roma na Itália

André Guerreiro recebe ordenação como diácono da Igreja Católica em alguns dias (Foto: Reprodução/Portal Clique)

Irati mais uma vez se destaca no cenário religioso. Desta vez, André Guerreiro de 40 anos, nascido em Irati está há poucos dias de receber a ordenação como diácono, e, apenas a alguns meses de se tornar sacerdote pela Igreja Católica. De acordo com as informações, as solenidades ocorrem em Roma, na Itália. Nos próximos dias, a Paróquia de São Miguel recebe uma relíquia ligada a São João Paulo II.

Dessa maneira, o iratiense faz parte da prelazia do Opus Dei, instituição pertencente à Igreja Católica, compreendida por leigos e sacerdotes. E falou sobre a trajetória e a expectativa para esta data especial.

Desde 2016 estudo Teologia em Roma e aqui recebi minha vocação ao sacerdócio. Porém, como ensinava São Josemaria Escrivá, devo grande parte de minha vocação aos meus pais, com os quais aprendi a amar e a quem sou eternamente grato.

Ainda conforme as informações, ele é de família tradicionalmente católica. Assim, iniciou a vida cristã na Paróquia Nossa Senhora da Luz, em Irati, onde recebeu os sacramentos. Sobretudo, a trajetória na juventude passou um pouco dispersa do caminho religioso. “Neste momento não me senti chamado a participar ativamente da vida paroquial. Sem isso, praticamente de modo natural me afastei da Igreja. Meu pai costumava repetir-me muitas vezes o ditado de que ‘Deus escreve certo por linhas tortas’ e com a vocação é assim”.

Além disso, ele percorreu áreas de Administração e até mesmo trabalhou como caminhoneiro, mas ainda assim sentia que esse não era o caminho a seguir. “Nada era capaz de me satisfazer totalmente”.

Depois de reconhecer que buscaria a Deus na profundidade, conheceu o Opus Dei um pouco antes de começar a faculdade de Direito. “Meu sonho era ser santo exercendo a advocacia, mas com o passar do tempo acabei mudando de profissão, deixando a carreira jurídica para trabalhar em atividades educativas, e me animei em estudar Pedagogia, participando de tantos projetos em distintos lugares até que recebi o convite para ir a Roma aprofundar meus estudos teológicos”.

ORDENAÇÕES

Dessa maneira, a primeira é de diácono e será no dia 21 de novembro, às 16h30 (12h30 no Brasil) na Igreja de Nossa Senhora dos Anjos, em Roma. Assim, a cerimônia terá condução do secretário pessoal do papa emérito Bento XVI, monsenhor Georg Gänswein. Será possível acompanhar pela página da Paróquia Nossa Senhora da Luz, que vai fazer a retransmissão do link.

Mas no dia 22 de maio de 2021, André Guerreiro recebe ordenação como presbítero. “Meu sentimento é de uma enorme alegria, por estar prestes a receber um dos maiores dons que um homem pode receber nesta terra (a graça do sacerdócio)”.

Depois da ordenação diaconal começará um período de intensa preparação para o exercício do ministério sacerdotal. Atividade que conciliarei com o trabalho de pesquisa da minha tese doutoral em Teologia Espiritual que estou fazendo na Pontifícia Universidade da Santa Cruz. De todos os modos estou aprendendo muito e espero poder voltar ao Brasil o quanto antes. Quero compartilhar um pouco do que descobri e transmitir às pessoas a experiência de viver tão perto de São Pedro, do Vaticano, onde viveram tantos santos e onde se respira nas ruas junto com a história o cristianismo vivido.

André Guerreiro é natural de Irati (Foto: Reprodução/Portal Clique)

APOIO

Além disso, citados como fundamentais na formação religiosa e vocacional de André, os pais, Neide e Augusto Guerreiro também expressam a tamanha felicidade do momento que se aproxima. Assim, o pai destacou que a religiosidade esteve sempre presente na criação dos filhos.

“Participar da missa todo domingo, onde enchíamos um banco inteiro com os seis filhos, foi o alicerce forte que os levou a uma vocação sólida nas suas escolhas, influenciados pelos movimentos da igreja o qual sempre participávamos”.

Por fim, ele se mostrou orgulhoso ao afirmar que a expectativa é de que o filho volte para administrar o sacramento da Eucaristia para nossa comunidade.

(*Com informações do Portal Clique)

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NÃO PARA

Saúde de Irati registra mais uma morte por covid-19

VAMOS PARTICIPAR?

Oficina on-line de ginecologia natural ocorre neste sábado (28)

QUE VENHA DEZEMBRO

Último fim de semana de novembro será chuvoso em Guarapuava

Comentários