No limite prudencial Prefeitura deixa de conceder reajuste a servidores

Medida atinge também diretores, comissionados e secretários

O prefeito de Guarapuava, Cesar Filho (Cidadania) anunciou por meio de nota oficial que não será possível conceder reajuste a servidores, cargos comissionados e secretários municipais. Professores e agentes de saúde já receberam o reajuste. Entretanto, assumiu o compromisso de que tão logo a situação financeira do município se normalize o reajuste será concedido.

A decisão também foi comunicada ao Sindicato dos Servidores Públicos e Professores Municipais (Sisppmug) em reunião na tarde desta sexta (24), no gabinete do prefeito.

A justificativa é simples. De acordo com o prefeito, a administração está no limite prudencial, tendo inclusive, recebido sinal de alerta do Tribunal de Contas do Paraná, para o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LFR), o que impede a contratação de novas despesas com salários.

A situação chegou a esse ponto, segundo o prefeito, pelos investimentos feitos nas áreas de educação e saúde. “Entrega de 10 novas creches, implantação de novos programas, reforma e construção de novas unidades de saúde, contratação de centenas de funcionários, incluindo 314 professores, 21 médicos, 16 cirurgiões dentistas, 68 técnicos em enfermagem, entre outros”.

A nota ressalta ainda que “considerando que a administração é radicalmente contra o aumento de impostos a administração municipal comunica que não  será possível conceder o reajuste dos demais servidores, entre eles, comissionados, diretores, e secretários, com o compromisso de rever tal situação seja superada”.

 

Relacionadas

COMBATE AO CRIME

PRF apreende mais de meia tonelada de maconha em Guarapuava

MAIS UM NOME DIVULGADO

Celso Góes anuncia o novo titular da Secretaria Executiva

PRIMEIRO ESCALÃO

Rita Felchak é a primeira escolha de Celso Góes para o novo mandato

Comentários