Núcleo de eventos elabora cartilha com medidas para retomada do setor

O setor de eventos foi um dos mais prejudicados com a pausa das atividades em decorrência da pandemia de covid-19

Empresários estão há quase 150 dias com eventos pausados (Foto: Ascom/Acig)

Um dos setores mais afetados pela pandemia de covid-19 foi o de eventos. Há mais de 150 dias os profissionais que atuam no ramo viram seu faturamento chegar a zero. Desse modo, profissionais de eventos se reuniram para debater as medidas necessárias para o retorno das atividades.

De acordo com a assessoria de imprensa da Associação Comercial e Empresarial de Guarapuava (Acig), empresários do Núcleo Multissetorial de Eventos elaboraram uma cartilha que reúne medidas que já foram foram baseadas em decretos já vigentes em outros municípios do Brasil.

Ainda segundo as informações, em Guarapuava, a cartilha elaborada foi protocolada na Secretaria Municipal de Saúde e na Prefeitura de Guarapuava. Além disso, houve uma solicitação de reunião com o Comitê de Urgência do Coranavírus.

A coordenadora do Núcleo Multissetorial de Eventos, Graciele Ferreira de Freitas, explicou que a ideia é complementar o último decreto municipal, que liberou eventos em área externa. “Na cartilha, nós estamos propondo, nessa retomada gradual, eventos no formato apenas de recepção e jantar, seguindo o que já está acontecendo com os restaurantes. Aguardamos um retorno das autoridades, para discutirmos amplamente com os profissionais da saúde que integram o Comitê”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

BOLETIM COVID

Saúde de Guarapuava já contabiliza mais de 1.100 casos de covid-19 em janeiro

EDUCAÇÃO

PR é exemplo de prevenção na aplicação da prova do Enem, diz ministro da Educação

INÍCIO DE VACINAÇÃO

Enfermeira é a primeira a receber a vacina no Brasil

Comentários