Obras em Pitanga visam impulsionar desenvolvimento e diminuir acidentes

Conforme o prefeito de Pitanga, a obra aumenta a segurança do transporte em uma Região que tem histórico de acidentes

Obras em Pitanga visam impulsionar desenvolvimento e diminuir acidentes (Foto: Reprodução/AEN)

O mês de novembro chegou ao fim e com ele a conclusão da meta de 65% de andamento das obras das vias marginais da PR-466 em Pitanga, na Região Central do Paraná. Elas vão dar acesso ao complexo de indústrias da Região, separando o trânsito urbano das conexões dos caminhões de carga e dos ônibus dos funcionários. O investimento do Governo do Estado é de R$ 12,4 milhões e pretende levar mais segurança para cerca de mil colaboradores.

De acordo com a Agência do Estado, a obra envolve pavimentação, drenagem com sarjeta no canteiro central, calçadas com piso tátil, ciclovias, meios-fios, abrigos de ônibus, defensas metálicas . Bem como, sinalização vertical e horizontal, e quatro interseções em nível ao longo de 4,2 quilômetros. Entretanto, ao todo, com as duas margens, vão ser 8,4 quilômetros de novas pistas. A entrega das intervenções está prevista para junho de 2021.

De acordo com o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, o governo tem um olhar diferenciado para a infraestrutura. “Estamos promovendo esses acessos como forma de facilitar o trânsito em Pitanga e melhorar o escoamento da PR-466. Esse que é o ramal entre Campo Mourão e Guarapuava, uma conexão importante. A Região central ficou desassistida por muitos anos. Estamos virando esse jogo e essa é a primeira parte de um projeto de modernização mais robusto”.

PARQUE INDUSTRIAL

Quem comemora é a Prefeitura de Pitanga. De acordo com a administração municipal, mais de 20 empresas já estão instaladas em dois parques industriais na Região e serão diretamente beneficiadas. Elas trabalham com artefatos de concreto, reciclagem, transporte de cargas pesadas, incluindo também o mercado de veículos, carnes e grãos. Conforme Maicol Callegari, o local não facilitava o acesso ao parque. Além disso, ocorriam problemas como dificuldade em escoar a produção.

A obra aumenta a segurança do transporte em uma Região que tem histórico de acidentes. Também estamos abrindo oportunidades para novas empresas se instalarem, é uma visão otimista do futuro. Mesmo sem obras já houve atração com essa expectativa de crescimento, um exemplo é a Magazine Luiza, que anunciou recentemente o começo da atuação no município.

ALTO ÍNDICE DE ACIDENTES

Em 26 de outubro, a Polícia Rodoviária Estadual atendeu um grave acidente na PR-466 em Pitanga. Conforme a PRE, o acidente do tipo colisão transversal, ocorreu no Km 178 da rodovia e envolveu um caminhão Volvo FH 540 e um VW Gol Branco. De acordo com a polícia rodoviária, o motorista do caminhão não se feriu. Entretanto, dois ocupantes do VW GOL ficaram gravemente feridos, sendo um de 49 anos e um de 68 anos. Mais tarde, no hospital, o homem de 68 anos não resistiu aos ferimentos.

Um dia antes em 25 de outubro um acidente entre Boa Ventura de São Roque e Pitanga deixou dois mortos, eles eram pai e filho. Conforme informações da PRE, os dois viajavam numa caminhonete Hilux quando esse veículo bateu contra a traseira de um caminhão Volvo.

(Foto: Ascom/Polícia Rodoviária Estadual)

Uma pessoa morreu na madrugada de 26 de setembro, após sofrer um acidente do tipo colisão frontal na PR-466 em Pitanga. Conforme a Polícia Rodoviária Estadual, o acidente envolvendo um carro e um caminhão ocorreu às 4h da manhã, no Km 466.

Batida ocorreu na madrugada deste domingo (6) (Foto: Corpo de Bombeiros)

Três pessoas morreram depois de uma batida na PR-466 em Pitanga durante a madrugada do domingo 6 de setembro. De acordo com as informações do Corpo de Bombeiros, o acidente envolveu uma caminhonete e um caminhão. Durante este ano de 2020, outros acidentes tiraram a vida de pessoas no trecho. Portanto, a obra será importante para atender uma reivindicação antiga do município por mais segurança rodoviária.

IDH

Além disso, a intervenção também ajudará Pitanga a acelerar a resolução de um gargalo social. O município está inserido em um contexto de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) deficitário em relação ao Paraná. Segundo o prefeito de Pitanga, na região, 30% da população depende do Bolsa Família e 60% das famílias têm Cadastro Único.

“Em Pitanga os índices são de 24% e 56%, respectivamente. É um município com renda per capita baixa, que depende de mais investimentos para conseguir avançar mais rapidamente. São 8 mil pessoas que vivem ancoradas em programas sociais. Os jovens vão embora e a cidade começa a envelhecer. Com novas empresas conseguimos reverter essa realidade”.

OBRAS

O projeto executivo foi contratado pela Prefeitura de Pitanga, que também é responsável pelas desapropriações. As obras em si começaram em outubro de 2018 e atingiram 65% no mês passado. A parte de terraplanagem já alcançou 90% e 2020 ainda reserva a implementação da capa asfáltica em alguns trechos. São 72 funcionários trabalhando diariamente em mais de 50 equipamentos na obra.

Também serão construídas ou melhoradas quatro interseções em nível: uma no posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE). No acesso à Pitanga; em frente à C.Vale e na continuidade do primeiro acesso já existente, de quem segue de Guarapuava a Campo Mourão.

O primeiro trevo, que também dá acesso à sede da Faculdades do Centro do Paraná (UPC) será modernizado e reequilibrado. A marginal no sentido a Guarapuava começa logo nessa primeira conexão com a interseção. No sentido oposto a saída será um pouco mais à frente, depois da PRE. O segundo trevo fará a conexão com a Rua Alexandre Buchman, próximo ao Parque do Lago, e também envolve a revitalização. Assim, as outras duas interseções são conexões novas.

Conforme o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, a obra tem um compromisso com a geração de qualidade de vida no município. Dessa maneira, ela atende requisitos da Organização das Nações Unidas (ONU) para acessibilidade, uso responsável do solo e transporte alternativo.

É uma obra completa, com tudo aquilo que o município precisa para ganhar velocidade para crescer. Estamos estimulando boas práticas e gerando segurança.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

SOLIDARIEDADE

Bebê precisa de medicamento que custa R$ 12 milhões

ALERTA

Procon alerta sobre perigo de kit 'fake' de vacina contra a covid-19

HOMENAGEM

Praça da Ucrânia terá monumento esculpido com ícones da cultura

Comentários