Operação ‘bate grade’ movimenta a cadeia em Guarapuava

Familiares de presos reclamam de abuso policial

*Reportagem atualizada para inclusão de informação às 16h28 do dia 25/04.

(Foto: Larissa Ortiz/RSN)

Uma operação ‘bate grade’ nesta quinta (25), na cadeia pública de Guarapuava, preocupou familiares de presos que entraram em contato com o Departamento de Jornalismo do Portal RSN. Mulheres de presos reclamaram que estaria havendo abuso de autoridade por parte do Setor de Operações Especiais (SOE), ligado ao Departamento Penitenciário do Paraná (Depen).

“O pessoal do SOE tá lá dentro batendo em todo mundo a torto e a direito”, disse uma das mulheres que não quis ser identificada temendo represálias ao esposo que está preso.

(Foto: Larissa Ortiz/RSN)

Na 14ª Subdivisão Policial de Guarapuava, que tem a sede compartilhada com a carceragem, o movimento entretanto, é normal. Não há familiares no local. A operação ‘bate grade’, que segundo policiais, é rotineira na cadeia, começou nas primeiras horas da manhã desta quinta.

O objetivo é fazer uma varredura a procura de drogas, celulares, estoques e buracos que facilitem possíveis fugas. Segundo a Assessoria de Comunicação do Depen, as informações sobre maus tratos não procedem e não há ninguém ferido.

A última operação foi em 18 de fevereiro desta ano quando foram pegos 100 celulares e drogas. Segundo informações da polícia, a carceragem continua com mais de 400 presos, em uma estrutura construída para abrigar 166 presos.

Relacionadas

INIMIGO MORA AO LADO

Mentor do sequestro de Tamires mora ao lado de Berto Silva em LS

CRIME AMBIENTAL

Polícia Ambiental multa propriedade em Rebouças em R$ 178 mil

TRAFICANTE É PRESO

Jovem de 18 anos é preso com 1 quilo de maconha em Guarapuava

Comentários