Padre conhecido pelos guarapuavanos descreve pandemia na Itália

Padre Pascoal, como é conhecido no Brasil, conversou com a reportagem do Portal RSN sobre o panorama da crise do novo coronavírus na Itália

Padre conhecido pelos guarapuavanos descreve pandemia na Itália (Foto: Reprodução/Pixabay)

*Reportagem com vídeo

A situação que a Itália vivencia é acompanhada pelo mundo diariamente por meio dos noticiários. O país concentra nesta terça (24) o maior número de mortos em decorrência da Covid-19. Já são 6.820 mortos.

Porém, ainda há esperança. Essa é a convicção do padre italiano, Pasquale Montanaro. Nascido e criado em Campanha, na Região da Calabria, Pasquale veio trabalhar no Brasil em 1981, depois de completar o quinto ano de Teologia.

De todas as dioceses possíveis na época, ele escolheu atuar em Guarapuava, mais precisamente na paróquia Santa’Ana. Padre Pascoal, como é conhecido no Brasil, conversou com a reportagem do Portal RSN sobre o panorama da crise do novo coronavírus na Itália.

Comemoração eclesiástica na paróquia Sant’ana em Guarapuava na década de 80. Pe. Pasquale no canto superior direito (Foto: Arquivo pessoal/Regina Ribas Campos)

Crise

Segundo Pascoal, a situação da saúde pública e privada da Itália é gravíssima. Ele mora no Sul, Região menos afetada no país pela Covid-19. Entretanto, de acordo com o padre, há somente 100 leitos de terapia intensiva nesta Região.

A informação oficial do governo italiano é que o país tenha cerca de 5,2 mil leitos de terapia intensiva. Mas, segundo os jornais locais, muitos deles já estavam ocupados por pacientes com problemas respiratórios antes mesmo da crise, em decorrência do inverno.

Pronto Socorro no Norte da Itália (Foto: Reprodução/Agência Brasil)

Segundo Pascoal, a Região Norte “concentra a riqueza da Itália. Entretanto, é a Região com o maior número de infectados e mortos, infelizmente”. De acordo com o religioso, nas ruas, o controle é extremamente rígido. Nos mercados, há falta de alimentos essenciais há pelo menos três semanas.

Assim, para tentar evitar a proliferação do vírus, o governo italiano decretou a quarentena obrigatória em nível nacional. Fechou os bares, restaurantes e qualquer reunião pública.

Apesar das várias medidas preventivas, dos números alarmantes e da crise mundial, Pasquale diz que sua fé em Deus não se abala. Ao contrário, busca nele a esperança. Hoje, aos 75 anos, Pasquale é padre pela Ordem do Mínimos e confessa que foi por meio dela que desenvolveu sua fé.

“Não posso ajudar muito minha comunidade neste momento, até porque estou no faixa de risco. Mas, por meio da oração, busco Deus e peço que Ele atenda seus filhos nesta hora de dor”.

O Conselho Nacional de Pesquisa da Itália crê que a estabilização de infectados no país ocorra entre esta quarta (25) e 15 de abril, indicando, porém, um recente aumento de casos justamente ao Sul. Entretanto, o padre confessa que tem depositado sua fé também no país e no povo italiano.

“Dias atrás, o Governo solicitou a ajuda de 300 médicos que pudessem se solidarizar e atuar no combate do novo coronavírus. Porém, para minha felicidade, cerca de 8 mil médicos se inscreveram para participar como voluntários”.

Papa Francisco (Foto: ANSA/Fotos Públicas)

Papa Francisco

Assim, nesse domingo (22), o Papa Francisco disse que fará nesta semana a bênção extraordinária de “Urbi et Orbi” (para a cidade e o mundo), normalmente concedida apenas no Natal e na Páscoa, e pediu que haja oração mundial em resposta à crise do coronavírus.

Toda via, na sexta (27) à noite ele fará a bênção extraordinária diante de uma Praça de São Pedro vazia. O local, no Vaticano, foi fechado como parte de um bloqueio na Itália para tentar conter a propagação do vírus.

Por fim, o padre acredita que esta crise vivenciada pela Itália está fazendo com que o “povo redescubra o que um dia o mundo globalizado tirou. Valores como fraternidade, a família, o amor, o acolhimento, a amizade e, principalmente, a esperança não podem morrer”.

Em vídeo, ele chama a atenção dos guarapuavanos, confira.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

FIQUE ATENTO

Caixa inicia neste sábado (30) pagamento da segunda parcela do Auxílio

SORTE

Mega-sena sorteia R$ 38 milhões neste sábado (30)

INVESTIGAÇÃO

CGE investiga se servidores retiraram auxílio emergencial indevidamente

Comentários