Pai de jovem que estava sendo abordado pela PM joga tijolo nos policiais

Além disso, o jovem disse que iria agredir os funcionários, que iria buscar uma arma de fogo e que voltaria matar os colaboradores da empresa

Pai de jovem que estava sendo abordado pela PM joga tijolo nos policiais (Foto: Arquivo/RSN)

A Polícia Militar foi acionada para averiguar uma denúncia de que três pessoas estariam ameaçando funcionários de uma empresa nessa sexta (16). Além disso, estariam atirando pedra contra os veículos dos colaboradores. A ocorrência era na rua Mansueto Maito, bairro Boqueirão.

Assim a PM se deslocou ao local onde entrou em contato com os solicitantes. Um homem de 52 anos e um homem de 50 anos informaram que trabalham na empresa. Conforme as informações, por volta das 16h um jovem de 22 anos que trabalhou por dois dias no empreendimento chegou querendo receber o pagamento. No entanto, os funcionários o informaram que o pagamento só seria feito mais tarde.

Diante disso o jovem ficou agressivo, passou a proferir ameaças, dizendo que iria agredir os funcionários, que iria para casa, buscar uma arma de fogo e que voltaria matar os colaboradores da empresa. Assim, quando ele se retirava do estabelecimento, proferindo as mesmas ameaças, um jovem de 19 anos e um homem o aguardavam no portão. Os dois investiram contra o colaborador de 50 anos e tentaram o agredir. Eles atiraram pedras e tijolos.

Diante da situação informada e diante do interesse em representação, por parte das vítimas, a equipe efetuou
patrulhamento, mas não encontrou os suspeitos. Em determinado momento, o jovem passou em frente a empresa, sendo reconhecido pelas vítimas.

ABORDAGEM

A PM iniciou a abordagem do autor. No momento, começaram a chegar familiares do rapaz, que tentavam impedir a revista pessoal no jovem. Os familiares proferiram ofensas contra a polícia. O pai do rapaz, um homem de 45 anos, investiu contra a equipe, desferindo chutes e socos. Além disso, atirou um tijolo contra a polícia.

Assim, tornando necessário uso de força para conter o homem. No momento da contenção ele caiu no chão e
fraturou o braço direito. Enquanto a equipe fazia a imobilização, o padrasto do rapaz, colocou o mesmo em um carro e se evadiram, tomando rumo ignorado.

Diante da situação foi conduzido o pai do rapaz até a upa batel, para atendimento médico. Enquanto a equipe
fazia o deslocamento, recebeu a informação que o padrasto, de 42 anos, e o jovem encontravam-se em frente à 14ª SDP. A outra pessoa que estava envolvida na situação de ameaça, foi localizada por patrulheiros de monitoramento. A PM encaminhou os envolvidos à 14ª SDP.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

ALERTA

Postagem 'fake' anuncia distribuição de cestas básicas em Guarapuava

MAIS CONFIRMAÇÕES

Saúde confirma 31 novos casos de covid-19 em Guarapuava

DROGA

PRF apreende 331kg de maconha em carro com placas de Guarapuava

Comentários