Pai ‘empresta’ as pernas ao filho cego e autista e dá exemplo de inclusão

Marcos e Kauê participaram da Corrida Rústica em Turvo na manhã este domingo (2) durante os Jogos de Aventura e da Natureza

Marcos e Kauê (Foto: arquivo pessoal de Marcos)

Dois atletas pra lá de especiais marcaram a ‘trail run’, ou corrida rústica, neste domingo (2) no município de Turvo. A prova fez parte dos Jogos de Aventura e da Natureza do Governo do Paraná.

Numa cadeira de rodas adaptada (triciclo), o guarapuavano Marcos Anselmo de Campos ‘emprestou’ suas pernas ao filho Kauê. Assim, empurrando a cadeira do filho, o sorriso do menino de 13 anos de idade, que é cego e autista, é a energia que move Marcos.

De acordo com o pai de Kauê, a inspiração para continuar uma das coisas que mais gosta de fazer nas horas de folga, que é correr, veio de um filme. “Eu assisti um filme, me inspirei e corri atrás de uma cadeira adaptada. E o Kauê, mesmo sendo deficiente visual, é feliz quando corre, quando está praticando esporte”. Segundo Marcos, basta Kauê sentir  o vento no rosto para começar a sorrir. “Mesmo antes de ter o triciclo eu já corria com ele num carrinho de bebê e sentia a emoção dele”.

Kauê e Marcos (Foto: arquivo pessoal de Marcos)

CLUBE LOBOS DA SERRA

Conforme Marcos, para possibilitar a vida esportiva ao filho, ele buscou o auxílio do Clube Lobos da Serra, do qual é vice-presidente. Assim, após ter conhecido o triciclo de corridas,  criou o projeto Perna em Ação, que já inclui outros portadores de deficiências na modalidade esportiva.

“Nosso objetivo é mobilizar outras pessoas a praticar o esporte e, acima de tudo, incentivar a inclusão social”.  E está dando certo. Na Corrida da Padroeira, em Guarapuava, na última semana, Kauê não foi o único. Outros atletas especiais  participaram da disputa.

E quando os pais não estão aptos a correr com os filhos, quem corre empurrando os triciclos são os atletas do Lobo da Serra.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

FUTEBOL DE SALÃO

CAD dispensa elenco após eliminação na Série Prata do Paranaense

PRAZO FINAL

Grupo gestor do CAD emite carta oficial sobre polêmica envolvendo FPFS

FUTURO INCERTO

CAD empata em 3 a 3 contra Apaf em jogo polêmico em Paranaguá

Comentários