Para estimular emprego e qualidade de vida, Candói participa do programa ‘Renda Agricultor’

Mais de 60 famílias da área rural têm incentivo financeiro e orientação técnica para o desenvolvimento local

Em Candói, 65 famílias de pequenos agricultores estão melhorando suas propriedades, investindo em estrutura e buscando capacitação. Isso porque, desde 2017, o município participa do programa ‘Renda Agricultor’, que por meio da oferta de recursos às famílias, estimula a produção local, gera renda e força no campo.

(Foto: Ascom/ Prefeitura de Candói)

Com o intuito de aplicar R$ 190 mil entre as 65 famílias participantes, o programa autoriza os beneficiários cadastrados a utilizarem os recursos para saneamento básico como construção de banheiros, proteção de fontes de água, aquisição de caixas d’água e encanamentos. Ou ainda, o ‘Renda Agricultor’ permite o incentivo da própria produção com aquisição de sementes, construção de hortas, pomares e galinheiros, aquisição de animais como gado leiteiro, suínos e frangos. A demanda, segundo informações da assessoria de imprensa da Prefeitura, é levantada conforme necessidade, potencialidade e vocação do agricultor.

De acordo com Camila Mocelin, médica veterinária do município e responsável pela aplicação local do programa, a seleção das famílias participantes funciona assim: a listagem de famílias beneficiadas baseia-se no “índice de vulnerabilidade e renda per capita. Geralmente famílias de baixa renda que vivem em área rural e recebem o Bolsa Família ou algum programa de assistencialismo” participam.

(Foto: Ascom/ Prefeitura de Candói)

Cada família pode receber de R$ 2 mil a R$ 3 mil e o recurso, segundo informação da assessoria, é totalmente gratuito. Neste ano, em Candói, mais de R$ 70 mil já foram disponibilizados e investidos pelos agricultores candoianos, distribuídos entre 36 famílias que receberam parte do benefício. O valor é dividido em duas parcelas, sendo a primeira de R$2 mil e a segunda no valor de mil reais. Para as famílias restantes, o pagamento do benefício deve ser liberado em abril.

Conforme Camila, as “famílias prestam conta através de notas fiscais e vistorias por parte da prefeitura. Depois disso, é liberado um laudo e enviamos para o sistema para liberação da segunda parcela. O prazo máximo entre o início e o término da execução desse programa com cada família é de 8 meses”.

(Foto: Ascom/ Prefeitura de Candói)

Além do auxílio financeiro, o programa promovido em parceria com o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), o Governo do Estado e a Prefeitura, auxilia também com instruções técnicas. Neste mês os agricultores receberam orientações e informações sobre o programa.

Relacionadas

BOA AÇÃO

Grupo 'Duelo do Bem' começa as reformas no hospital Santa Tereza

TIRA-DÚVIDAS

TSE lança aplicativo para tirar dúvidas no WhatsApp nas eleições 2020

ELAS SÃO MAIORIA

Brasil tem 147,9 milhões de eleitores aptos a votar nestas eleições

Comentários