Paraná está há 10 dias de encerrar situação de surto de sarampo

Sem novas confirmações há 80 dias o Estado está perto de se livrar do surto da doença. Regional de Guarapuava tem apenas três casos confirmados

Vacina é imprescindível para o controle do surto de sarampo (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Faltam apenas 10 dias para que o Estado do Paraná encerre a situação de surto de sarampo. Isso porque o Estado não confirma novos casos da doença há 80 dias. São necessários 90 dias sem registros de novos casos.

O boletim semanal divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde mostra que a 5ª Regional, que tem sede em Guarapuava, descartou mais um caso da doença nos últimos sete dias. O caso estava em investigação em Guarapuava, que é a única cidade da regional com casos confirmados.

Ao todo, nove cidades pertencentes a regional tiveram casos suspeitos. Desse modo, continuam em investigação um caso em Guarapuava, um em Marquinho e um em Prudentópolis. Assim, dos 46 registros de suspeita de sarampo no Estado, 40 já foram descartados.

Em todo o Paraná, já foram 1.837 confirmações, são cinco a mais que a semana anterior. Além disso, 240 casos continuam em investigação e 1.290 que tiveram resultado negativo para sarampo.

VACINAÇÃO

A Secretaria de Saúde do Estado reitera que a campanha de vacinação contra o sarampo teve o prazo estendido e segue até o dia 30 de agosto, dirigida para adultos na faixa etária de 20 a 49 anos.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, reforça a necessidade da vacinação. “Embora estejamos na pandemia pelo novo coronavírus, precisamos nos cuidar de outros vírus também. Peço que todos que ainda não tomaram a dose da vacina que protege contra o sarampo, que procurem a unidade mais próxima da sua casa. Somente assim todos vão ficar protegidos dessa doença”.

A primeira dose da vacina deve ser recebida pelos bebes aos 12 meses, e a segunda dose aos 15 meses. Adolescentes e adultos até 29 anos precisam de duas doses para estarem protegidos, considerando o histórico vacinal. Adultos de 30 a 59 anos precisam de uma dose da vacina. Caso a pessoa não saiba se já tomou, deve receber uma dose da vacina.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

AJUDA URGENTE

'Vidas por Vidas' faz rifa solidária para não fechar as portas

TURISMO RELIGIOSO

Caminho da fé: estações da Via Sacra estão em fase final de construção

SONHO REALIZADO

Governo regulamenta terras de pequenos produtores em Candói

Comentários