Pets são companhias importantes durante o período de distanciamento

Mas, é necessário lembrar diariamente de todos os cuidados indispensáveis para a saúde e bem-estar dos animais que são companheiros durante o isolamento

É necessário lembrar de todos os cuidados indispensáveis para a saúde e bem-estar  (Foto: Reprodução/Pixabay)

Em meio ao distanciamento social que estamos vivendo por conta da pandemia ocasionada pelo coronavírus, a companhia de um animal de estimação pode ser uma grande aliada, oferecendo muitos benefícios. Os pets são grandes amigos e nos ajudam a enfrentar os momentos de solidão.

Essa é a percepção de Katlin Gabriela, 20, ela é proprietária de cinco animais de estimação, entre eles, três cachorros e dois gatos. A jovem faz tratamento para ansiedade e bipolaridade, para ela a companhia dos amigos de quatro patas é como uma terapia, só quem em casa. “Eles me deixam entretida. Eu brinco, corro com eles e isso me faz muito bem, me sinto melhor”.

Katlin mora com os pais, mas são os animais que fazem a diversão durante a quarentena. Segundo a psicóloga Andréa Camilo, necessitamos de relações sociais para sobreviver, por isso, manter os pets por perto pode ajuda em momentos de angústia. “O animal ajuda a ver as coisas de uma forma mais divertida. Te tira do estado de tristeza que o isolamento proporciona”.

Além disso, os bichinhos despertam a responsabilidade, o que pode ser uma aliada no controle da ansiedade e do estresse causados pelos momentos de ócio no trabalho ou nos afazeres. Conforme Andréa, é a hora oportuna para aproveitar todo o carinho que os pets tem a oferecer. “A quarentena não precisa ser um distanciamento de afeto, por isso a importância de dar e receber o carinho dos animais”.

Nós sentimos faltas de ter muitas responsabilidades e regras, nosso cérebro precisa disso. A vida sem uma rotina e cheia de incertezas aumenta nossa carga de estresse. Portanto, ter a responsabilidade de cuidar dos animais é muito importante.

Quanto ao afeto, Katlin comenta que os pets são como filhos. Os gatos são animais que tem uma necessidade maior da sensação de liberdade, assim, costumam sair para passear. Isso, preocupa a jovem que fica atenta e senta a falta dos amigos quando não estão em casa. “Eu gosto de dormir ao lado deles, me sinto melhor quando acordo”.

OS CUIDADOS COM OS ANIMAIS

Porém, durante a quarentena é preciso redobrar os cuidados. De acordo com a médica veterinária Roberta dos Anjos, isso vai desde como levar o animal passear. “Apesar do pet não pegar o vírus, pode trazer para casa  por meio das patas que têm contato direto com o chão. Então, o recomendado é que não se leve os animais para passeio”. Desse modo, se houver extrema necessidade de sair, ao voltar as patas devem ser limpas para manter a higiene.

Ainda conforme Roberta, o ideal é acompanhar páginas que ofertem algumas dicas de como se divertir com os pets na quarentena. “Eles precisam gastar energia, principalmente os cachorros que têm uma carga alta. Ai surge a dificuldade de fazer ele ter esse gasto dentro de casa. Vale a pena dar uma pesquisada em site e testar o que mais vai se adequar ao animal”.

Além disso, é importante lembrar que só devemos adotar com responsabilidade. Não apenas pensar que estamos sozinhos e queremos companhia. A quarentena vai ter fim e, por isso, os animais não devem ser abandonados quando o isolamento acabar. “É uma preocupação. Eles precisam ser bem cuidados, se a pessoa não tem tempo ela precisa repensar, os animais dependem de cuidados e carinhos”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

COVID-19

Guarapuava chega a 274 pacientes com a covid-9

CULTURA E ARTE

'Circuito Arte Viva' vai receber doações e ajudar artistas locais

INFRAESTRUTURA

Transporte de grãos por ferrovia cresce 128% do Oeste para Paranaguá

Comentários