Polícia Militar esclarece suposto caso de estupro em Guarapuava

"A menina tem problemas mentais. Ela informou que um tio havia a estuprado. Porém, esse tio é falecido há anos", informou a polícia

Polícia Militar esclarece suposto caso de estupro em Guarapuava (Foto: Arquivo/RSN)

A Polícia Militar esclareceu na tarde desta quarta (26), o caso de estupro registrado na delegacia da Polícia Civil em Guarapuava. Assim, conforme a PM, não houve o crime. “A jovem tem problemas mentais. Ela informou que um tio havia a estuprado. Porém, esse tio é falecido há anos”, informou a polícia.

Assim, a suposta violência sexual teria ocorrido na Colônia Vitória, no Distrito de Entre Rios. A jovem foi encontrada dentro de um bueiro e recebeu atendimento de uma enfermeira. A identidade da vítima não foi revelada.

Conforme a PM, a jovem de 19 anos é paciente do CAPS, danificou uma residência no distrito, e passou a noite com um homem. Ainda de acordo com a Polícia Militar, o exame ginecológico feito no hospital de Entre Rios, constatou que a jovem teve relação sexual recente, porém sem marcas de violência.

Por fim, a polícia informou que na tentativa de mascarar os fatos, a jovem se jogou dentro do bueiro e inventou o estupro.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PANDEMIA

Outros 25 casos de covid-19 entram para a estatística em Guarapuava

AFOGAMENTO

Bombeiro suspende buscas no Parque do Lago em Guarapuava

Em nota, Câmara desmente PL para 'fechar' o voto na eleição da Mesa

Comentários