Por diversas irregularidades, parte do Hospital de Candói é interditada

Atendendo solicitação do Ministério Público do Paraná, o setor de Vigilância Sanitária da 5ª Regional de Saúde de Guarapuava, interditou dois setores do Hospital Santa Clara, de Candói, por diversas irregularidades.

De acordo com o chefe da Seção de Vigilância Sanitária, Ambiental e Saúde do Trabalhador da 5ª Regional, Rodrigo Ribas Martins, foram interditadas a Central de Materiais Esterilizados e o Pronto Atendimento do Hospital. “A Central de Materiais Esterelizados não estava adequada à Legislação Vigente, que é específica nestes casos, ou seja, ou está dentro da norma ou não está. Já o Pronto Atendimento apresentou outras irregularidades, ligadas à falta de organização, EPI e higiene”.

De acordo com Rodrigo, não existe um prazo para a interdição. “Os dois setores foram interditados e licença sanitária foi recolhida. Quando as irregularidades estiverem solucionadas pelo Hospital, nova vistoria será feita. Se os problemas estiverem resolvidos, os locais serão liberados”, explica Rodrigo.

O pedido do Ministério Público para que o Hospital fosse vistoriado pela Vigilância Sanitária partiu de denúncias dos usuários do local.

Relacionadas

RODOVIA FEDERAL

Quatro pessoas ficam feridas em batida com três carros na BR-277

DESENTENDIMENTO

Homem morre após briga generalizada em bar

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Homem agride esposa com socos no bairro São Cristóvão

Comentários