Professores da rede pública e servidores podem trabalhar no Enem 2020

As inscrições começam na quarta (9) e vão até o dia 28 deste mês. E é destinado aos servidores públicos federais e professores da rede pública

Professores da rede pública e servidores podem trabalhar no Enem 2020 (Foto: Reprodução)

Professores da rede pública e servidores públicos federais podem se inscrever para a Rede Nacional de Certificadores (RNC) do Enem 2020 a partir desta quarta (9). O cadastro para o trabalho pode ser feito até o dia 28 deste mês pelo site. Os certificadores vão atuar para atender possíveis erros no desenvolvimento das provas.

REQUISITOS

Segundo informações da Agência Nacional de Notícias, para realizar a inscrição, o candidato deverá atender aos requisitos descritos no edital. Dentre eles, é ser servidor público, efetivo e em exercício, do Executivo Federal. Ou ser docente, em exercício, das redes públicas de ensino estaduais e municipais e estar devidamente registrado no Censo Escolar 2019. Além disso, é preciso ter formação mínima em ensino médio e não estar inscrito como participante no Enem 2020.

Também é necessário não ter cônjuge, companheiro ou parentes de até 3º grau, inscritos no Enem 2020 e possuir smartphone ou tablet, com acesso próprio à internet móvel.

ATRIBUIÇÕES

Entre as atribuições, os servidores vinculados à RNC deverão certificar in loco, ou seja no local, sob demanda do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) a efetiva e correta realização dos procedimentos do exame.

Além disso, nos dias de realização do exame, registrar, em sistema eletrônico, as informações coletadas com base em sua atuação. Ainda, informar ao instituto possíveis inconsistências identificadas.

CAPACITAÇÃO E REMUNERAÇÃO

Posteriormente, os convocados deverão participar de uma capacitação a distância, promovida pelo Inep. A fim de divulgar as normas, procedimentos e critérios técnicos da RNC. Assim, os considerados aptos devem ter aprovação nas atividades desenvolvidas no curso, com no mínimo 70% de aproveitamento.

A atividade desenvolvida pelo certificador terá o valor de R$ 342 por dia. Ao passo que, ela se enquadra em atividade prevista no anexo do Decreto n.º 6.092, de 2007 (elaboração de estudos, análises estatísticas ou relatórios científicos de avaliação). Nesse sentido, equiparando-se ao valor da hora do servidor público do Poder Executivo Federal, de R$ 28,50.

RESULTADO

De acordo com o cronograma previsto no edital, o resultado da chamada pública, assim como os convocados para o curso de capacitação serão divulgados no Diário Oficial da União, no dia 14 de outubro.

Ainda mais, o edital estabelece que, os certificadores selecionados deverão, obrigatoriamente, nos dias de atuação, portar álcool em gel e usar máscaras para proteção contra a covid-19.

O Enem na versão impressa está marcado para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

AINDA DÁ TEMPO

Mega-Sena sorteia prêmio acumulado de R$ 38 milhões neste sábado (24)

CUIDADO

Receita Federal alerta para sites falsos que simulam leilões do órgão

ELEIÇÕES

STF confirma que não é obrigatório portar título de eleitor para votar

Comentários