Reajuste dos servidores municipais do magistério será em maio

De acordo com a prefeitura de Guarapuava, o piso estabelece o valor de R$ 2.886,15 para carga horária de 40h e R$ 1.433,07 para 20h

Reajuste dos servidores municipais do magistério será em maio (Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

Em reunião nesta segunda-feira (9) com o Sindicato dos servidores, funcionários públicos e professores municipais de Guarapuava (Sisppmug), secretários municipais ouviram novas reivindicações sobre o reajuste salarial de profissionais do magistério municipal. A reunião ocorre após proposta apresentada pela prefeitura no dia 28 de fevereiro.

Sobre o tema, a Administração Municipal informou que em janeiro de 2020 já garantiu o piso salarial nacional para os profissionais do magistério, por meio do decreto n. 7714/2020, nos termos da Lei Federal n. 11.738/2008 e Lei municipal n. 2089/2013, demonstrando sua posição institucional em favor da valorização dos profissionais da educação.

De acordo com a secretária de Administração, Denise Abreu Turco, o piso estabelece o valor de R$ 2.886,15 para carga horária de 40 horas semanais e R$ 1.433,07 para carga horária de 20 horas semanais. “Nenhum professor e\ou educador infantil da nossa rede municipal recebe valor abaixo do piso nacional. Além do piso, estamos mantendo a hora atividade, bem como garantindo as progressões horizontais e verticais e realizando a contratação de novos profissionais”.

SINDICATO

O reajuste solicitado pelo Sindicato, no entanto, quer que todos os professores recebam o aumento de 12,84%. Porém, como apresentou o secretário de Finanças, Diocesar Costa de Souza, a solicitação não respeita os princípios da isonomia dos servidores públicos. E extrapola os gastos públicos em folha de pagamentos.

“Fazemos sempre em maio a recomposição salarial de todos os servidores municipais através da nossa data-base. Essa é uma conquista firmada em estatuto com o próprio Sindicato. Em maio, portanto, teremos um reajuste para todos conforme previsto em lei. Esse reajuste respeita as regras inflacionárias do IPCA que é definida em abril”.

Ainda conforme o secretário, a categoria receberá um reajuste maior nesse ano, correspondente ao retroativo de janeiro de 2019 a maio de 2020. Sobre o questionamento de redução de cargos em comissão para que haja um aumento salarial da categoria, a Administração também informou que a prefeitura hoje conta com menos de 200 funcionários em cargos de comissão, de um total de 4 mil servidores públicos concursados.

NOTA OFICIAL SOBRE A PARALISAÇÃO

Respeitando a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) – Recurso extraordinário 693.456, a Administração Municipal de Guarapuava informa que, em vista da manifestação do Sisppmug sobre a paralisação a partir do dia 11 de março, as faltas serão registradas e descontadas do salário dos servidores que se ausentem de suas atividades no período.

 

Relacionadas

MELHORIAS

Paranacidade beneficia 28 cidades da Região de Guarapuava

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

De maio para junho, produção industrial cresce 8,9% no Brasil

SALDO DE JULHO

Saúde de Guarapuava confirma 240 casos de covid-19 em julho

Comentários