Rotam prende casal por tráfico e posse irregular de arma em Guarapuava

O casal enterrou as pedras de crack ao saber da Rotam. Na delegacia, os dois descobriram que o homem para quem 'trabalhavam' também tinha sido preso

Rotam prende casal por tráfico e posse irregular de arma em Guarapuava (Foto: Ascom/Polícia Militar)

Na noite dessa quarta (5), policiais da Rotam prenderam um casal por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo no bairro Conradinho em Guarapuava. Conforme a polícia, por volta das 22h20, a equipe da Rotam que fazia patrulhamento pela rua João Gelinski, abordou um casal em atitude suspeita em um ponto de ônibus.

Durante busca pessoal nada de ilícito foi encontrado. Entretanto, os policiais localizaram certa quantia de dinheiro em notas trocadas no bolso da mulher. Os policiais já tinham denúncias anônimas de que o casal estaria fazendo tráfico de drogas no local. Assim, a mulher confirmou que os dois comercializavam entorpecentes para um homem. E ainda, que com o seu parceiro, escondiam e comercializam a droga.

Em diligências até o local indicado pelos abordados, a polícia localizou na residência, um carregador vazio de pistola Taurus calibre 380 com capacidade para 15 munições. Sobre o carregador, o abordado disse que o dono era o homem que vendia drogas. Além disso, ele disse que o dono do carregador estaria com uma pistola Taurus calibre 380 e um revólver calibre 38 e teria viajado para Ponta Grossa para levar entorpecentes.

DROGA ENTERRADA

Em seguida, a mulher apontou uma casa abandonada perto da primeira abordagem. No local, o casal informou que enterrou os entorpecentes, após serem avisados por celular que a Rotam estaria nas proximidades. Assim, foram localizadas 23 pedras de crack pesando 3,3 gramas e uma pedra maior, do mesmo peso, todas prontas para o comércio.

Conforme informações do boletim de ocorrência, a polícia também apreendeu uma balança e uma munição intacta calibre 38. Os dois foram presos e encaminhados com as drogas e os objetos apreendidos para 14ª SDP. De acordo com a polícia, na delegacia foi constatado que o homem que vendia a droga e teria viajado, tinha sido preso em flagrante por tráfico por uma equipe da receita federal, que fazia uma operação na BR-277.

Ele confirmou a história relatada pelo casal. Por fim, foi verificado que havia duas denúncias via 181 que reforçam os indícios de tráfico de drogas no local.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NOVA GESTÃO

"Vou oxigenar o primeiro escalão", diz Celso Goes

QUAL TESTE DEVO FAZER?

Administração de Guarapuava orienta como e quando fazer testes da covid-19

MELHORIA NO ATENDIMENTO

Para vender mais é preciso ter atitude, diz palestrante

Comentários