Samuca lembra 85 dias do crime de Wycaro em Guarapuava

Familiares e amigos de Wycaro recebem Nota de Pesar na Câmara nesta terça (25)

Wycaro de Deus (Foto enviada por familiares)

Familiares e amigos do jovem Wycaro Elias Domingues de Deus devem lotar o plenário da Câmara de Vereadores na sessão desta terça (25), em Guarapuava. O jovem foi  assassinado na madrugada de 29 de março, no Residencial 2000 em Guarapuava.

Seus familiares receberão uma Nota de Pesar proposta pelo vereador Samuca (Cidadania) quando completam 85 dias da sua morte. O autor da sua morte Weliton Marcos Chimilosk, de 20 anos, continua em liberdade.

De acordo com o vereador, a perda não foi apenas para aqueles mais próximos. “A comunidade guarapuavana também perdeu seu ativista do bem.  Wyacaro há 10 anos estava engajado em projetos sociais para recuperar adolescentes e jovens dependentes químicos. Além de estar ligado a vários movimentos cristãos, a exemplo do JOAM, Vidas por Vidas, Focolares, Vicentinos, Fraternidade de Damasco, Legião de Maria, Pastoral Carcerária, Universidades Renovadas, do Jovens do Sagrado Coração (MEJ), e as fraternidades e dos grupos de jovens Amore Bridge e Amore Unit, fundados por ele”.

Segundo Samuca, a homenagem também é para os pais do Wycaro, dona Marilza e seu Elias “por terem criado um filho que nunca colocou uma gota de álcool na boca, que colecionava livros para montar uma biblioteca, que pagava a dívida daquele menino preso na boca de fumo, que amanhecia segurando a mão daquela pessoa em crise, que pedia donativos para fazer pastéis para vender e juntar dinheiro para pagar o retiro espiritual dos jovens”.

A vocação de Wycaro iniciou quando  ele tinha 16 anos e nste ano completaria 10 anos de sua caminhada. Em conversa com o  padre Jean Patrick, o jovem confessou que faria votos de pobreza e de obediência.

O vereador lembra que Wycaro era uma pessoa dedicada e com uma “sabedoria invejável” para um jovem de apenas 25 anos. “Como uma das suas paixões era a Física, no quarto ano do curso da Unicentro, implantou o programa de astronomia Stellarium e, muitas vezes, impediu brigas entre gangues levando o seu telescópio nas esquinas, mostrando as estrelas e ensinava com a ajuda dos astros”.

Segundo Samuca, o resultado final foi a abertura da Escola para Jovens e Adultos (EJA) no Xarquinho/Industrial, bairro onde morava. “Aliás, logo será aprovada por esta Casa a mudança do nome da rua Dourados, que passará a se chamar Wycaro Elias Domingues de Deus. Uma justa e merecida homenagem para ele que batalhava para o bem daquele povo”.

Na Câmara de Vereadores tramitam dois projetos de lei com ideias do jovem: um prioriza exames para os usuários de drogas  que serão internados em casas de recuperação e outro para que cada estudante do Xarquinho/Industrial tenha direito a enfermeiro, assistente social e psicólogo clínico,porque o bairro apresenta altos índices de violência e de evasão escolar.

Relacionadas

SINAL VERMELHO

Covid-19 mata mais uma pessoa em Guarapuava neste fim de semana

COLHEITA FARTA

Produtor de cevada comemora colheita, qualidade e preço

LEI ALDIR BLANC

Setor cultural pede socorro para não perder recurso emergencial

Comentários