Sim é possível inovar o jornalismo

Durante o período da Contra Cultura nos Estados Unidos entre as décadas de 60 e 70 surgiu uma nova linha de pensamento jornalístico, época do auge da contestação social, transformações de valores e comportamentos. Contexto perfeito para o surgimento de novos tipos de comunicação e novos meios de expressão, assim jornalistas procuraram neste momento subverter as regras do jornalismo tradicional, quebrando as estruturas e a própria linguagem. Daí vem o termo criado por Tom Wolf New Journalism que é a utilização de narrativas mais longas, com emprego de imagens que interajam com as matérias.
Dessa linha de pensamento é que foi criada a Gazeta Alt, um caderno que acompanha o jornal de Cascavel Gazeta do Paraná e é sucesso de tiragem, justamente por inovar o jornalismo. O designer Jeferson Richetti e o editor Anderson Antikievicz que trabalham no caderno, fizeram um workshop na Unicentro sobre como inovar o jornalismo através da tecnologia dos softwares que criam imagens e fazem diagramação.Nele foi abordado os temas combinação e equilíbrio de cores,alinhamento, perspectiva, luz e sombra,direção do olhar e como adaptar desenhos, fotos expressivas que estejam ligadas ao texto literário.
A Gazeta Alt tem um formato de diagramação alternativa, matérias literárias e culturais com um enfoque amplo e diferenciado. Afirma que: ”Esse novo tipo de jornalismo nos dá muito mais liberdade, o próprio tipo de apuração é diferente, você se envolve com o entrevistado dando a matéria muito mais amplitude”. Com certeza é possível quebrar o tradicional.
Mais informações no site: http://blogdoalt.wordpress.com/

Morgana Nunes

Relacionadas

INSPIRAÇÃO

Projeto do grupo turvense Gralha Azul é premiado internacionalmente

LIQUIDA DO BEM

Shopping Cidade dos Lagos promove liquidação solidária

ENFRENTAMENTO AO CORONAVÍRUS

Paraná é o primeiro a estabelecer testagem em instituições para idosos

Comentários