Suspeita de acordo entre concorrentes suspende licitação em Pinhão

Segundo Odir Gotardo, o valor da licitação é de cerca de R$ 500 mil

Odir Gotardo (Foto: RSN)

A suspeita de um acordo prévio entre empresários que concorriam a uma licitação no valor de cerca de R$ 500 mil levou à suspensão do processo, em Pinhão.

De acordo com o prefeito Odir Gotardo (PT), a abertura dos envelopes com as propostas aconteceria na manhã da última sexta feira (24), quando denúncias apontaram para indícios do possível acordo. Os concorrentes ficaram por um tempo reunidos em frente a Prefeitura antes do início da licitação. Câmeras de segurança registraram a movimentação. “Foi uma movimentação intensa e incomum num processo licitatório”, disse Gotardo. Segundo ele, a concorrência seria para a venda de material de expediente.

De acordo com Gotardo, para prestigiar empresários pinhãoenses, todas as licitações são presenciais, em vez de pregões eletrônicos que possibilitariam a participação de pessoas de fora. “Caso esse crime contra a administração pública fique comprovado será decepcionante”. Segundo o prefeito, se isso acontecer, a licitação será cancelada. Caso contrário, o processo continuará. Essa não é a primeira vez que a tentativa de acordos escusos prejudicam licitações em Pinhão. Em 2017 essa manobra ficou comprovada e o processo foi cancelado.

 

Relacionadas

PARCERIA

Aliel entrega veículos para APAE e asilo de Imbituva

SOE

SOE passa por Guarapuava para garantir a segurança do Cadeião

MERCADO DE TRABALHO

Irati registra aumento de 70% na oferta de vagas de trabalho em 120 dias

Comentários