Temporada 2019: com novos times, Batel vai ampliar atuação do clube guarapuavano

Fortalecimento das equipes de base e possibilidade de formação de um time feminino estão entre os planos do diretor executivo batelino

(Foto: Ascom/Batel)

Até o próximo dia 23, o Estádio Waldomiro Gelinski recebe as atividades da 1ª Clínica de Futebol da Associação Atlética Batel, de Guarapuava. A iniciativa é um pontapé para a preparação do elenco batelino que se prepara para entrar em 2019 com uma amplitude de possibilidades na temporada. De acordo com o empresário e diretor executivo do time, Bernardo Feler, a expansão na formação de times com a camisa rubro-negra buscar manter ao longo de todo o ano a Associação Atlética Batel na ativa, disputando diferentes campeonatos.

Veja também
Empresário que mora nos EUA assume direção executiva do Batel, em Guarapuava

“Estou montando time para tudo. Time profissional, sub-19, sub-17 e o sub-15. Nós vamos formar time de base aqui. Para mim, na realidade, a base é tão importante quanto o profissional, porque sem eles, para o futuro, não adianta só disputar o profissional. Começaremos agora em abril [a temporada], termina em junho e aí acabou tudo. Eu não vejo dessa maneira, vejo que nós temos que estar o ano todo ocupado. O estádio vai ficar vazio? Não. Isso que estamos fazendo é formação de base para transformar esses jogadores em futuros profissionais”, avaliou Bernardo.

Bernardo Feler assumiu, oficialmente, a direção executiva do Batel em julho deste ano (Foto: arquivo/RSN)

Para as categorias de base, a Clínica de Futebol funciona como uma seleção de atletas. No profissional, de acordo com o diretor, a comissão técnica está articulada, com o treinador de goleiro e diretor de futebol já definidos. Ambos virão de fora para atuar no time guarapuavano em 2019. Quanto aos atletas e ao comando técnico, Bernardo reitera que nomes já conhecidos retornarão ao elenco batelino em uma data já prevista.

“Todo mundo deve chegar lá pelo dia sete de janeiro e lá pelo dia 15 faremos um evento de abertura e apresentação dos times para a temporada. [No profissional], vários jogadores estão voltando. Nós montamos, também, com um pessoal novo, que antes jogava no sub-19 e, agora, estão subindo. Estamos trazendo para o profissional. O técnico vai ser o Dudu, que era do sub-19, ele vai subir também. Tenho que respeitar o bom trabalho que ele fez lá e merece essa oportunidade”.

Para colocar um time preparado em campo, os investimentos financeiros também estão sendo fortalecidos no tradicional time guarapuavano. Segundo Bernardo, os recursos do elenco do time profissional da Associação Atlética Batel vão girar em torno de R$ 70 mil mensais. Já nas categorias de base, o montante aplicado será de, aproximadamente, R$ 30 mil por mês.

“Vamos considerar que a comissão técnica já estará montada e que acabará sendo utilizada também para os outros times. Talvez, a gente inclua mais um ou dois profissionais, neste caso”, avaliou Bernardo.

NOVOS PROJETOS

Além da ampliação de times voltados para a temporada de futebol 2019 masculina, o diretor executivo batelino também ponderou sobre a execução de três outros projetos para o clube guarapuavano. Um deles prevê a abertura ao talento feminino do futebol da cidade.

“Temos uma previsão. Eu gostaria de fazer o feminino, isso é algo que já estamos trabalhando em cima, mas precisamos ter uma equipe separada. Eu quero ter uma equipe [técnica] feminina, para o [time] feminino”, revelou.

Extrapolando os limites do futebol de campo, Bernardo revelou que a Associação Atlética Batel já está com articulações avançadas, também, para novas modalidades no espaço do Waldomiro Gelinski. O intuito é incluir ainda mais guarapuavanos no projeto de fortalecimento e expansão do Batel já em 2019.

“Tem uma área no Waldomiro Gelinski que é muito boa para o arco e flecha e eu quero fazer para pessoas deficientes. Tenho um projeto que já está pronto. Eu adoro arco e flecha, sou apaixonado. Acho que será interessante para a cidade. E tem, também, o futebol 7 que eu gostaria de fazer para pessoas que já tiveram AVC. Já tenho uma equipe aí cuidando disso para o meio do ano que vem. É muito simples, só vamos melhorar a grama e colocar a estrutura”, apontou Bernardo, que revela estar ansioso para as atividades do clube no próximo ano.

(Foto: Ascom/Batel)

À torcida, o diretor executivo batelino reiterou seu pedido de confiança e mostrou-se otimista ao cenário do esporte em Guarapuava.

Vou pedir a torcida para continuar acreditando em mim, me dando um voto de confiança. Eu tenho certeza que farei um trabalho legal. Não vai ser fácil, existem desafios, mas teremos conquistas aí pela frente. Não acreditando somente no profissional, temos que acreditar, também, na garotada e apoiar a todos. Vai ser sensacional. Será um ano maravilhoso.

Relacionadas

FUTEBOL DE SALÃO

CAD dispensa elenco após eliminação na Série Prata do Paranaense

PRAZO FINAL

Grupo gestor do CAD emite carta oficial sobre polêmica envolvendo FPFS

FUTURO INCERTO

CAD empata em 3 a 3 contra Apaf em jogo polêmico em Paranaguá

Comentários